Notícias

Estreia do documentário “O Começo da Vida” no CEU Quinta do Sol

Sessões compõem as ações de política municipal voltada à primeira infância do Programa São Paulo Carinhosa

Publicado em: 09/05/2016 17h19 | Atualizado em: 30/11/2020

filme_quinta_sol_740_x_430.jpg

Na última quinta-feira, 5 de maio, ocorreu no Centro Educacional Unificado (CEU) Quinta do Sol, a exibição de estreia do documentário “O Começo da Vida”, da diretora Estela Renner, em cartaz nas salas de cinema do Circuito Spcine e compõe ações de política municipal voltada à primeira infância do Programa São Paulo Carinhosa. Após a exibição, houve uma roda de conversa com o diretor da Diretoria Regional de Ensino (DRE) Penha, Marcos Mendonça e convidados.

O filme é baseado nas recentes descobertas da neurociência sobre a primeira infância e diz que os bebês são muito mais do que cargas genéticas e a qualidade das relações está diretamente ligada com o meio em que vivem e crescem. Pelas entrevistas com especialistas e histórias de diversos grupos familiares em países como Brasil, Itália, Índia, França, Quênia, China, entre outros, o público é convidado a refletir sobre como a sociedade está trabalhando para a formação dessas crianças.

“Todos e todas somos responsáveis com essa vinda de um novo ser para conviver com a gente. Eu me lembro de Tião Rocha falando sobre Moçambique ‘ toda aldeia cuidando da criança’, é isso, a nossa aldeia, uma criança chega para ficar com a gente, então a responsabilidade é de todo mundo que está aqui no planeta”, afirmou Miriam Mançano, da diretoria pedagógica da DRE Penha.

A Secretária Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, Marianne Pinotti, dividiu a reflexão sobre o filme em quatro pontos para serem trabalhados, a importância do vínculo, o papel do pai, avós, ou de alguém que tome conta da criança, as reflexões a respeito de negligência e o cuidado compartilhado.

“O vínculo é fundamental para que a criança tenha uma boa autoestima e que ela possa avançar sozinha”, afirma Marianne Pinotti sobre a importância do vínculo. O ponto que aborda o papel de quem está junto da criança, mas não toma conta o tempo todo, mostra que o apoio que essa pessoa precisa é também um componente importante do universo da criança.

A questão da negligência e as marcas que ela pode trazer para essa criança é para a Secretária um ponto importante de ser levado à discussão. E por fim, o cuidado compartilhado “situações e famílias diferentes, mas que podem dar esse suporte para que as crianças se desenvolvam da melhor forma”, explicou a Secretária.

Foram também convidados para assistir ao documentário, profissionais da Educação, Saúde, assistentes sociais e a comunidade da região, que puderam participar da roda de conversa tirando dúvidas ou dando os seus pontos de vista acerca do filme e experiências.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Professora Lívia e várias crianças andando de motoca na Praça da república.
Alunos de Dança Cigana do CEU Formosa posam para foto

CEU Formosa promove aulas gratuitas de dança cigana para comunidade

Publicado em: 11/04/2024 4h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Alunas do CEU Parelheiros participam de aula de Afromix. No palco as professoras conduzem a aula.

CEUs oferecem aulas de dança do Afromix em sua programação

Publicado em: 11/04/2024 11h51 - em Secretaria Municipal de Educação

Dengue Vacina

Estudantes da Rede Municipal de São Paulo poderão se vacinar contra a dengue

Publicado em: 10/04/2024 6h49 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra quatro pessoas adultas ao redor de uma mesa com componentes eletrônicos na aula do curso profissionalizante de auxiliar de eletricista.

Cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs estão com inscrições abertas 

Publicado em: 10/04/2024 5h12 - em Diretoria Regional de Educação São Miguel

1 2 3 4 5 1.440