Notícias

Escola promove Mostra de Dança Virtual

Balé, jazz, hip-hop e estilo livre fizeram parte das performances apresentadas por estudantes da EMEF Professor André Rodrigues de Alckmin

Publicado em: 18/01/2021 17h38 | Atualizado em: 18/01/2021
fotografia de três garotas dançando, cada uma em um ambiente diferente

Após um ano de trabalho a distância e muitas adversidades decorrentes da crise da pandemia da Covid-19, estudantes que participam de projeto de dança em escola do extremo norte da capital paulista realizaram uma Mostra de Dança Virtual. Balé clássico e contemporâneo, jazz, hip-hop e estilo livre fizeram parte das variadas performances apresentadas virtualmente no dia 23 de dezembro.

As mostras do protejo “Educando Através da dança” já fazem parte da tradição da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professor André Rodrigues de Alckmin. Há nove anos, apresentações colocam em destaque o trabalho desenvolvido nas aulas de balé e de hip-hop coordenadas pela professora Alessandra Gomes, na escola que fica situada no bairro Jardim Santa Terezinha, região da Brasilândia.

Fotografia de 4 meninas dançando, duas vestem roupa de balé.

Com tema “Redescobrindo as emoções em tempos de pandemia”, a mostra deste ano teve a participação dos estudantes que fazem parte do projeto e também de alguns de seus familiares. O repertório contou com coreografias de balé clássico de repertório, com temas como Dom Quixote e Paysant, passando por coreografias de balé contemporâneo, com músicas da cultura pop da atualidade, até chegar ao samba “A grande família”, do cantor carioca Dudu Nobre.

Assista a Mostra de Dança Virtual – “Redescobrindo as emoções em tempos de pandemia”

Aulas on-line de dança

Bailarina formada pela Escola Municipal de Bailados de São Paulo e docente da área de Educação Física na unidade escolar há 17 anos, a professora Alessandra conta que foi um desafio driblar as dificuldades das aulas remotas e ainda motivar as estudantes a continuarem dedicadas aos exercícios a distância até o momento da mostra.

A solução encontrada para que maior parte dos estudantes tivesse acesso ao conteúdo digital, mesmo aqueles que dependem dos aparelhos celulares dos pais, foi a gravação e disponibilização de vídeo-aulas dando oportunidade para que fizessem os exercícios de ballet no horário mais apropriado à rotina da família.

“Planejei várias atividades para as aulas em ambiente virtual. Criei o desafio “Dance em Casa” para que os alunos mandassem vídeos dançando nas suas casas, sozinhos ou com os seus familiares. A professora explica que as aulas aconteceram por meio de aplicativos de troca de mensagens, plataformas de videoconferências e de lives nas redes sociais.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia mostra seis pessoas em pé e uma sentada. A pessoa sentada é uma mulher, veste camiseta preta e está com os braços cruzados sobre a mesa. Ao seu lado esquerdo, há uma repórter, ela veste a camisa laranja da

Estudantes surdos produzem reportagens em vídeo em Libras pelo Imprensa Jovem no CIEJA Perus I

Publicado em: 13/05/2022 12h03 - em Diretoria Regional de Educação Pirituba

foto de uma sala com bebês, o chão é forrado com placas coloridas de emborrachado e alguns almofadões. Alguns bebês olham para a câmera. Ao fundo, Duas mulheres interagindo com eles

SME faz nova convocação de aprovados em concurso em diversos cargos

Publicado em: 13/05/2022 10h25 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de parque de uma escola com os muros Grafitados

EMEI da periferia da zona sul tem seus muros e paredes grafitados por 25 artistas

Publicado em: 11/05/2022 10h53 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra a frente do CECI Tenondé Porã
Estudante de camiseta azul, máscara preta, está escrevendo com um lápis em um caderno.

Inscrições para o Enem 2022 estão abertas e podem ser feitas até 21 de maio

Publicado em: 10/05/2022 12h20 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 1.238