Notícias

Escola Municipal realiza projeto para Conscientização Ambiental

Iniciativa visa incentivar a reciclagem e a coleta seletiva dentro e no entorno da unidade escolar

Publicado em: 04/09/2019 17h18 | Atualizado em: 30/11/2020
conscientizacaoambientaldestaque_740x430.jpg

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Padre José de Anchieta, localizada na região leste da capital, realiza desde o início do ano letivo o projeto “Lixo Extraordinário – das bolas de papel a Educação Ambiental”, que reafirma a proposta da unidade e incentiva um novo olhar para as questões ambientais.

A professora de Artes, Adriana Sampaio, explica que o projeto surgiu do incômodo causado quando retornou à sala de aula, após passar por um período como assistente de direção e perceber a quantidade de lixo produzida pelos alunos. “Como professora de Artes, o Vik Muniz foi o nosso ponto de partida para o desenvolvimento do projeto. Foi algo totalmente despretensioso que acabou se tornando um projeto de educação ambiental”, destacou a educadora.

conscientizacaoambiental2_740x430.jpg

Adriana conta que o primeiro passo foi sensibilizar os alunos e para isso usou o filme “Lixo Extraordinário”, que é o registro do trabalho de Vik no maior aterro sanitário da América Latina, localizado no Jardim Gramacho, Duque de Caxias, Rio de Janeiro, lançado em 2011. “A partir das reflexões provocadas pelo filme, os estudantes realizaram a releitura de algumas obras do artista com materiais descartados na escola”, contou a professora.

Nascido em 1961, o paulistano Vik Muniz é um artista plástico brasileiro, fotógrafo e pintor, radicado nos Estados Unidos, conhecido por usar materiais inusitados em suas obras, como lixo, açúcar e chocolate.

Retomando o incômodo inicial com o lixo produzido, sobretudo as bolinhas de papel, a professora envolveu os estudantes e passaram, então, a fazer o levantamento da quantidade média de bolas de papel desperdiçadas no período de aula. Após roda de conversa para que pudessem relatar os resultados obtidos na pesquisa e bate papo com as equipes de limpeza da unidade que relataram a dificuldade de manter o espaço limpo, as crianças decidiram usar todo o material recolhido para fazer arte. Assim surgiu a instalação “Do lixo a origem”.

Os desdobramentos do projeto seguiram com oficinas para confecção de brinquedos com material reciclados, ou palitos para brincar com bolhas de sabão, caixas para coleta seletiva, quer foram apresentados a comunidade escolar.

conscientizacaoambiental_740x430.jpg

No Laboratório de Informática Educativa (LIE) os estudantes também puderam realizar atividades temáticas de criação de Scratch, que é uma linguagem de programação gráfica desenvolvida especialmente para crianças, que oferece um ambiente de desenvolvimento a que permite criar animações e jogos e também vídeos usando o método Draw My Life, que propõe que as pessoas descrevam sua vida através de desenhos em um quadro branco ou folhas de papel.

Os estudantes também visitaram a Cooperativa de Reciclagem do Aeroporto de Guarulhos onde puderam entender cada uma das etapas do processo de reciclagem e a destinação final adequada dos resíduos descartados.

A professora explica que ainda estão previstas palestras e um trabalho de comparação do gráfico da diminuição do desperdício conquistado desde o início do projeto e o encerramento, que acontecerá com exposição de fotos e dos trabalhos realizados pelos alunos.

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.213