Notícias

Escola de Pirituba realiza Chá Literário para apresentação da AEL Márcia Pitta

Evento ocorreu na EMEF Doutor José Kauffmann e contou com a presença da escritora homenageada

Publicado em: 20/06/2017 17h15 | Atualizado em: 30/11/2020

Escola_Pirituba_realiza_Cha_literario_AEL_Marcia_Pitta_740_x_430.jpg

Sob a orientação das professoras Marivalda Fontanete, coordenadora dos Estudos Literários, e Maurizalen Ávila, coordenadora das Atividades de Teatro, foi oficializada a AEL – Academia Estudantil de Letras da EMEF Doutor José Kauffman com um Chá Literário aberto à comunidade escolar.

Realizada no dia 30 de maio, a atividade contou com a presença da Diretora Regional da DRE Pirituba/Jaraguá, Aurora Maria Fernandes, da diretora da Divisão Pedagógica (DIPED), Regina Brunhs Rossini Andrade e da formadora dos Professores Orientadores de Sala de Leitura (POSL) da região e Coordenadora da AEL, Edileusa Andrade de Carvalho Araujo Costa, além da idealizadora do projeto e coordenadora da AEL na Secretaria Municipal de Educação (SME), Maria Sueli Fonseca Gonçalves, a Suelizinha.

A escritora Márcia Pitta foi escolhida como patrona literária da instituição. Na ocasião, as crianças a homenagearam declamando texto de autoria dela. A autora fez um discurso emocionado em agradecimento. “Temos muitas palavras para representar o que sentimos. No entanto, eu não encontro a palavra que expresse a sensação, a gratidão e a emoção que senti nesta tarde, hoje. Foi realmente uma tarde maravilhosa, com crianças que vão além da emoção e com uma Equipe Escolar comprometida, todos muito especiais”, disse Márcia.

As autoridades presentes falaram da importância do projeto para os alunos. A coordenadora da AEL da DRE Pirituba, Edileusa Andrade de Carvalho Araújo Costa, ressaltou o protagonismo dos alunos no projeto. “A Academia Estudantil de Letras potencializa a função humanizadora da Literatura. Quando se encantam, identificam-se, reconhecem-se e escolhem no processo um amigo literário, dá-se aí o protagonismo dos meninos e meninas. Humanizando-se, eles se veem e veem os outros como seres potentes e criativos, doam sua voz, seu corpo, suas emoções, declamando uma poesia, dramatizando uma obra. Com isso, o protagonismo se dá a todo instante”, comemora a coordenadora.

A professora Suelizinha lembrou que na data se comemorava 12 anos da fundação da primeira AEL, na EMEF Padre Antonio Vieira, zona leste de São Paulo. O diretor da escola, Klinger Ferretti, a Coordenadora Pedagógica, Gabriela Sarij, e a Assistente de Direção Acácia Pedronez também falaram do valor da atividade educativa.

A AEL Márcia Pitta será oficialmente fundada em solenidade de posse dos alunos acadêmicos no segundo semestre do ano.

Acesse a galeria de fotos

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
Foto posada com os participantes do Slam da DRE Santo Amaro

5º edição do Slam Nossa Voz reúne professores e estudantes na zona sul de São Paulo

Publicado em: 23/11/2022 3h08 - em Diretoria Regional de Educação Santo Amaro

1 2 3 1.298