Notícias

EMEI Tomás Galhardo realiza integração entre educadores e agricultores

Profissionais da SME e agricultores comunitários trocam experiências sobre agricultura urbana e educação

Publicado em: 11/11/2016 17h54 | Atualizado em: 30/11/2020

AnaEdgardHorta 740 x 430.png

A Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Tomás Galhardo recebeu, na quinta-feira, 10 de novembro, agricultores comunitários para uma integração. O objetivo era trocar experiências relacionadas à agricultura urbana e à educação infantil. Estiveram presentes Ana Estela Haddad, Primeira Dama do município e coordenadora do Programa São Paulo Carinhosa, voltado à promoção da saúde infantil, Erika Fischer, também integrante desse programa e ex-coordenadora da alimentação escolar de São Paulo, Danilo Chausson, Coordenador da Coordenadoria de Alimentação Escolar ,Edgard Ferreira Júnior, diretor da unidade educacional, Cláudia Visoni, jornalista e agricultora urbana, Guaraciaba Elena Araújo, da Horta Comunitária Vila Nancy.

“Sempre cito esta escola. Ficou na minha memória a forma como o Edgard tem conduzido a questão da horta e da alimentação escolar”, afirmou Ana Estela. Edgard, que possui um sítio onde cultiva alimentos, contou sobre a experiência de criar uma horta escolar e a importância dessa atividade na educação alimentar e ambiental. “As crianças são os grandes multiplicadores, a ponto de mudar os hábitos alimentares de uma família”, afirmou. “Quem cultiva sabe o tempo que leva para o alimento chegar à mesa e conhece a importância de não desperdiçar”, explicou a Primeira Dama. A iniciativa foi tão bem-sucedida que a escola já conversa com 18 outras unidades de Educação Infantil, interessadas em realizar visitas para aprender com a experiência e receber mudas para iniciar as suas hortas.

Ainda na escola, Guaraciaba apresentou algumas plantas alimentícias exóticas que cultiva em Vila Nancy, como o tomelão e a moringa oleífera, esta última ainda pouco consumida, mas reconhecidamente nutritiva.

Depois do debate inicial, os participantes compartilharam um café da manhã feito com produtos da própria horta escolar e seguiram para plantar novas mudas junto às crianças. Após isso, todos se dirigiram à horta Comunitária Vila Nancy para conhecer o trabalho dos agricultores. Além de cultivar produtos para subsistência, a comunidade também comercializa suas culturas com os moradores dos arredores e por meio do Instituto Chão, promotor da economia solidária.

Guaraciaba enfatiza a importância do intercâmbio com as escolas. “Eles vêm aprender sobre agricultura e ensinar sobre planejamento. Como não estamos tão acostumados a produzir para comercialização, às vezes nos falta esse conhecimento”, conta.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

825x470 (1)

Secretário dá continuidade à escuta ativa com DREs São Mateus e Santo Amaro

Publicado em: 20/09/2021 5h46 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem da estante de livros da Sala de Leitura de uma escola.

Comissão composta por 130 pessoas escolhe livros entre 4.500 títulos entregues à SME

Publicado em: 20/09/2021 5h44 - em Secretaria Municipal de Educação

Governo aberto nas escolas. ilustração de uma lâmpada conectada à diferentes pessoas. Na parte interior da lâmpada o mapa da cidade de São Paulo.

Governo Aberto nas Escolas: estudantes participam de oficinas que estimulam autonomia nos territórios

Publicado em: 20/09/2021 5h10 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem de uma apresentação de teatro de fantoches, crianças estão sentadas de costas para quem vê a fotografia e de frente para o palco da apresentação que está no quadrante direito superior a fotografia. As crianças usam máscara de proteção individual e estão mantendo distanciamento social.

SME e Detran-SP promovem Semana Nacional do Trânsito em CEUs da capital

Publicado em: 20/09/2021 2h27 - em Secretaria Municipal de Educação

825x470 (30)

Migração, Racismo e Xenofobia são temas de curso promovido pela SME

Publicado em: 20/09/2021 12h00 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.190