Notícias

EMEI Tomás Galhardo realiza integração entre educadores e agricultores

Profissionais da SME e agricultores comunitários trocam experiências sobre agricultura urbana e educação

Publicado em: 11/11/2016 17h54 | Atualizado em: 30/11/2020

AnaEdgardHorta 740 x 430.png

A Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Tomás Galhardo recebeu, na quinta-feira, 10 de novembro, agricultores comunitários para uma integração. O objetivo era trocar experiências relacionadas à agricultura urbana e à educação infantil. Estiveram presentes Ana Estela Haddad, Primeira Dama do município e coordenadora do Programa São Paulo Carinhosa, voltado à promoção da saúde infantil, Erika Fischer, também integrante desse programa e ex-coordenadora da alimentação escolar de São Paulo, Danilo Chausson, Coordenador da Coordenadoria de Alimentação Escolar ,Edgard Ferreira Júnior, diretor da unidade educacional, Cláudia Visoni, jornalista e agricultora urbana, Guaraciaba Elena Araújo, da Horta Comunitária Vila Nancy.

“Sempre cito esta escola. Ficou na minha memória a forma como o Edgard tem conduzido a questão da horta e da alimentação escolar”, afirmou Ana Estela. Edgard, que possui um sítio onde cultiva alimentos, contou sobre a experiência de criar uma horta escolar e a importância dessa atividade na educação alimentar e ambiental. “As crianças são os grandes multiplicadores, a ponto de mudar os hábitos alimentares de uma família”, afirmou. “Quem cultiva sabe o tempo que leva para o alimento chegar à mesa e conhece a importância de não desperdiçar”, explicou a Primeira Dama. A iniciativa foi tão bem-sucedida que a escola já conversa com 18 outras unidades de Educação Infantil, interessadas em realizar visitas para aprender com a experiência e receber mudas para iniciar as suas hortas.

Ainda na escola, Guaraciaba apresentou algumas plantas alimentícias exóticas que cultiva em Vila Nancy, como o tomelão e a moringa oleífera, esta última ainda pouco consumida, mas reconhecidamente nutritiva.

Depois do debate inicial, os participantes compartilharam um café da manhã feito com produtos da própria horta escolar e seguiram para plantar novas mudas junto às crianças. Após isso, todos se dirigiram à horta Comunitária Vila Nancy para conhecer o trabalho dos agricultores. Além de cultivar produtos para subsistência, a comunidade também comercializa suas culturas com os moradores dos arredores e por meio do Instituto Chão, promotor da economia solidária.

Guaraciaba enfatiza a importância do intercâmbio com as escolas. “Eles vêm aprender sobre agricultura e ensinar sobre planejamento. Como não estamos tão acostumados a produzir para comercialização, às vezes nos falta esse conhecimento”, conta.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Teatro nos CEUs Aniversário de São Paulo

Aniversário de São Paulo é comemorado com peças teatrais nos CEUs

Publicado em: 24/01/2022 6h13 - em Secretaria Municipal de Educação

PMLLLB -Plano Municipal do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca -

Conselho Municipal do Plano do Livro toma posse nesta quarta

Publicado em: 24/01/2022 5h43 - em Secretaria Municipal de Educação

mão feminina preenchendo gabarito de prova de concurso
ilustração de crianças usando uniforme escolar azul e branco, com silhueta da cidade ao fundo com balões representando idiomas variados simbolizados pelas bandeiras dos países.

Estudantes da Rede Municipal de SP podem manifestar interesse em aprender idiomas no CELP

Publicado em: 19/01/2022 11h05 - em Centro de Estudos de Línguas Paulistano

Imagem de uma mão sobre o computador.

SME abre processo seletivo interno para coordenador de Polo UniCEU

Publicado em: 14/01/2022 5h27 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.212