Notícias

EMEFs recebem estagiários de nutrição para projetos de alimentação

André Vessoni, Bruna Cabral, Jessica Levy e Sofia Oliveira passaram dois meses interagindo e contribuindo com as unidades

Publicado em: 28/07/2017 16h04 | Atualizado em: 30/11/2020

Quatro alunos do 5º ano do curso de graduação em nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo acompanharam, em duplas, a execução do Programa de Alimentação na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Nelson Pimentel Queiroz, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Santo Amaro e na EMEF Prof. Antonio Carlos Rocha, da DRE Penha. O objetivo da ação foi promover a familiarização dos graduandos com a dinâmica escolar e propor formas de aperfeiçoar o atendimento do Programa.

Essa dinâmica faz parte do Programa de Estágio Curricular Integrado, uma das ações que compõem o Termo de Cooperação Técnica firmado entre a Faculdade de Saúde Pública e a Secretaria Municipal de Educação (SME) desde 2014. Os alunos selecionados vivenciam, por cerca de quatro meses, o cotidiano da gestão do Programa de Alimentação Escolar, desde os bastidores até a execução na escola e têm oportunidade de protagonizar, ao lado da gestão escolar, ideias inovadoras frente aos desafios identificados.



Após um diagnóstico na unidade educacional, os estagiários propuseram atividades envolvendo merendeiras, educadores, educandos e familiares com foco na temática da alimentação. Buscaram apoio externo a fim de estabelecer parcerias na condução de projetos especializados como, por exemplo, a implantação de horta escolar.

Atividades de socialização foram promovidas entre os funcionários e reforço das boas práticas de manipulação de alimentos e momentos de escuta foram realizados com as merendeiras. Os pais foram envolvidos e estimulados a dar continuidade às práticas saudáveis de alimentação em casa. Todas as atividades foram registradas para que os educadores pudessem se inspirar e aplicá-las em turmas futuras.

“O estágio possibilitou um grande crescimento tanto pessoal quanto profissional. O contato com as escolas possibilita momentos de reflexão sobre nossa atuação e visão do mundo”, avalia Sofia.



“Ao compartilhar as experiências e sugestões de atividades e revelar pontos críticos no funcionamento do Programa Alimentar Escolar, a contribuição desses jovens se estende a toda rede municipal de educação”, Agnes Hanashiro, Nutricionista da CODAE.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem de uma professora sentada do chão. Ela segura um caderno com uma figura e mostra para a criança que está em pé em sua frente.

SME amplia em 1.068 o número de cargos para a Educação Infantil Municipal

Publicado em: 03/12/2021 5h08 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem mostra parte do corpo de duas pessoas. Uma está de camiseta cinza e segura em sua mão um termômetro apontado para o pulso da outra.

Programa “POT Volta às Aulas” da SME ganha prêmio do Tribunal de Contas de SP

Publicado em: 02/12/2021 4h55 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com mapa da cidade e meninas e meninos segurando equipamentos de comunicação como câmeras fotográficas, celulares e microfones.

Evento celebra 20 anos de Educomunicação na Rede Municipal de São Paulo

Publicado em: 02/12/2021 4h08 - em Secretaria Municipal de Educação

banner da Virada Esportiva 2021 - Movimente a vida

CEUs terão programação gratuita na Virada Esportiva

Publicado em: 01/12/2021 12h22 - em Secretaria Municipal de Educação

bebês sentados em uma mesa de refeição

CEI Jardim Santa Tereza resgata história de funcionários e promove almoços culturais temáticos

Publicado em: 30/11/2021 12h25 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.211