Notícias

EMEF João Carlos da Silva Borges conquista 1º lugar em evento promovido pelo IFSP

Alunos do 6º ano são premiados na 1ª Semana de Educação, Ciências e Tecnologia Júnior

Publicado em: 29/11/2017 18h17 | Atualizado em: 30/11/2020

emef_joao_carlos_ifsp_740_x_430.jpg

Os alunos da turma do 6º ano B da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) João Carlos da Silva Borges, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Ipiranga, conquistaram o 1º lugar na 1ª Semana de Educação, Ciências e Tecnologia Júnior (SEDCITEC Júnior) do Instituto Federal de São Paulo (IFSP). O evento e a premiação aconteceram no último dia 20 de setembro.

Intitulado “Terra Viva: compostagem e meio ambiente”, o projeto vencedor aborda a reutilização de resíduos orgânicos provenientes da merenda escolar para a construção de composteiras portáteis – confeccionadas a partir de garrafas pet e minhocas.

A exposição da iniciativa consistiu em explicar os objetivos, a metodologia aplicada, os resultados obtidos e a projeção dos próximos passos do trabalho científico em execução. O aluno responsável pela apresentação foi Vinicius Werneck, que levou para casa um hoverboard (espécie de skate elétrico). Já a EMEF João Carlos da Silva Borges ganhou um computador desktop como parte do prêmio para o primeiro colocado.

O projeto começou com o próprio Vinicius que, aos onze anos, questionou seus professores sobre o destino do resíduo orgânico da merenda escolar. Para atender a inquietude do menino, toda a equipe da escola se uniu para realizar um trabalho interdisciplinar, integrando, principalmente, as disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática e Ciências.

Os coordenadores da iniciativa foram a Profª Ana Paula Teixeira Marcovecchio e o Prof. Marcos Rogério Martins Costa. “O objetivo de cuidar do planeta Terra é de todos e a tarefa de realizá-lo começa na casa, na escola e no trabalho de cada um de nós. Somos todos corresponsáveis pelo bom sucesso ou pelo fracasso nessa missão”, observa Marcos.

Com esse projeto, os alunos do 6º ano B mudaram o todo o espaço da escola e envolveram a equipe educacional e funcional. Implementaram uma horta e, ainda, conscientizaram toda a comunidade escolar da importância de se pensar no futuro do planeta. Logo, como afirma a coordenadora Ana Paula, “a novidade do projeto ‘Terra Viva’ não é um produto, mas um processo inovador nas áreas da educação e da sustentabilidade”.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Consulta Pública: Plano de Ação para a regulamentação da Alimentação Orgânica na Rede Municipal de Ensino
Unidades da Rede Municipal participam da Ciranda do Movimento Humano

Unidades da Rede Municipal participam da Ciranda do Movimento Humano

Publicado em: 09/10/2015 4h51 - em Diretoria Regional de Educação Butantã

Filmes e vídeos - NAAPA

Filmes e vídeos – NAAPA

Publicado em: 09/10/2015 4h19 - em NAAPA

Legislação – NAAPA

Legislação – NAAPA

Publicado em: 09/10/2015 4h18 - em NAAPA

Lançamento do NAAPA na DRE Santo Amaro

Lançamento do NAAPA na DRE Santo Amaro

Publicado em: 09/10/2015 4h14 - em Diretoria Regional de Educação Santo Amaro

1 1.424 1.425 1.426 1.427 1.428 1.438