Notícias

EMEF Irineu Marinho apresenta atividades em comemoração ao Dia Municipal de Luta pela Educação Inclusiva

Evento contou com apresentação de músicas, exposição de trabalhos e relatos feitos pela comunidade escolar

Publicado em: 18/04/2018 10h00 | Atualizado em: 04/05/2021

irineu_740_X_430.jpg

No dia 14 de abril, em comemoração ao Dia Municipal de Luta pela Educação Inclusiva, instituído pela Lei 15.034/11, a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Irineu Marinho, da Diretoria Regional de Educação Ipiranga (DRE Ipiranga), apresentou atividades desenvolvidas na unidade escolar que representam o conceito de Educação Inclusiva proposto no Currículo da Cidade de São Paulo.

Participaram do evento o Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, o Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência, Cid Torquato, a Coordenadora de Projetos da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), Renata Beluzio, o Diretor Regional de Educação do Ipiranga, José Waldir Gregio, a Supervisora Escolar, Debora Figueiredo, a equipe de gestão escolar da EMEF Irineu Marinho, composta por Selma Gouveia (Diretora), Lisandra Pingo e Rita de Cassia Ferreira (Coordenadoras Pedagógicas), Claziane Pereira de Lima (Assistente de Direção), as responsáveis pela Sala de Recursos Multifuncionais (SRM), Elisandra Zerbinatti e Vanessa Harumi, assim como pais e estudantes da unidade educacional.

A programação do evento, intitulada “Irineu para Todxs”, teve início com a apresentação de um vídeo onde o ex-aluno Anael de Sousa Oliveira (deficiência visual) se locomove pela EMEF Irineu Marinho apresentando os espaços de aprendizagem e convivência.

Em seguida, a Diretora da unidade, Selma Gouveia, falou sobre a Educação Inclusiva no Brasil. “A nossa luta é para que possamos, juntos, reafirmar o nosso compromisso com a educação e a inclusão de todos e todas neste país”, observou Selma.

As Professoras Vanessa e Elisandra, da Sala de Recursos Multifuncionais (SRM), explicaram o projeto de contação de histórias desenvolvido na EMEF. A escola possui duas Salas de Recursos Multifuncionais para realizar atendimentos a 21 crianças e adolescentes com deficiência.

Na sequência, a Sra. Antonia Helena, mãe do estudante Francisco Naylson (Síndrome de Down), do 9º ano, e e a Sra. Quitéria, mãe do estudante Rafael Tentor (Autista), do 5º ano, agradeceram pelo acolhimento e pelo trabalho desenvolvido com os estudantes na unidade.

O Secretário Municipal de Educação (SME), Alexandre Schneider, ressaltou o valor dos esforços para a construção de uma escola cada vez mais inclusiva. “Isso colabora para que nossos estudantes possam ter mais autonomia e entender que a coisa mais rica que a gente pode ter em uma sociedade é a diversidade”, comentou o Secretário.

O Secretário Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), Cid Torquatto, abordou os desafios e responsabilidades para a garantia de uma Educação Inclusiva na sociedade. “Só vamos conseguir evoluir na questão da Educação Inclusiva fazendo exercícios de discussão e reflexão sobre este assunto com as pessoas, no dia a dia. Temos que ter essa visão, essa responsabilidade de mostrar cada vez mais para o Brasil inteiro formas de se trabalhar com a Educação Inclusiva”, relatou Torquatto.

O Diretor Regional de Educação da DRE Ipiranga, José Valdir, agradeceu à comunidade escolar pela evolução do trabalho realizado na unidade ao longo dos últimos anos. “Temos orgulho de participar disso, de sentir a emoção de ver gente comprometida, pessoas que estão servindo muito bem a sua comunidade”, observou o Diretor.

O evento prosseguiu com o fala do ex-aluno Matheus, que agradeceu à escola pelo tempo em que estudou na unidade. Após os pronunciamentos, cerca de 30 estudantes dos 6ºs anos realizaram uma apresentação sobre a obra literária Morte e Vida Severina.

Em seguida, houve a apresentação em Libras da música Flor e Beija-flor (Henrique e Juliano) com estudantes do 2ª ano e do Projeto de Violão e Cultura, sob orientação dos Professores Pedro e Aline.

A turma dos 4º anos realizaram uma apresentação de dança chamada “Brincadeira de Menina” (MC Sofia), sob orientação das Professoras Viviane e Érika.

O evento foi finalizado com uma exposição visual com fotos dos trabalhos realizados, poemas e desenhos dos estudantes.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Banner do Festival De Mancala

SME promove festival de jogo de origem africana que reúne mais de mil estudantes e educadores

Publicado em: 29/11/2022 3h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.299