Notícias

EMEBS Helen Keller completa 70 anos

Unidade é pioneira no ensino público aos estudantes surdos

Publicado em: 13/10/2022 13h44 | Atualizado em: 21/10/2022
foto de uma moça sinalizando em Libras e dois moços sentados, olhando. Ao fundo, uma bandeira da EMEBS Helen Keller

 

A Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Helen Keller completa nesta quinta (13) 70 anos dedicados à educação de surdos na cidade de São Paulo.

As festividades já se iniciaram no mês passado, uma vez que em setembro é considerado o mês da visibilidade da comunidade surda. A escola ofereceu palestras com youtubers surdos, participou de mobilização no vão do Masp, sediou a apresentação do Slam do corpo que é poesia em Libras, entre outras atividades.

Nesta manhã, autoridades da cidade participaram da cerimônia de celebração de aniversário. No período da tarde, a escola vai promover o Dia da Família. O dia será marcado por visitas aos diversos espaços do prédio, manifesto poético dos gremistas, vídeo HK 70 anos, apresentação Projeto Som da Pele, lançamento da linha do tempo e do livro 70 anos HK.

Criada em 13 de outubro de 1952, a Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Helen Keller é referência de ensino nesta modalidade – a única pública no Brasil que atende estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio Bilíngue. Atualmente atende cerca de 270 alunos surdos. A escola está situada na região central, na Rua Pedra Azul, 314 em um prédio tombado e próxima ao Parque da Aclimação.

 

Foto de cubos coloridos empilhados, na exposição da Emebs Hk 70 anos

 

Programa de Educação Bilíngue para Surdos

A Política pública específica que garante aprendizagem de estudantes surdos na rede municipal de SP tem aumento de 33% de alunos atendidos.Cerca de 1.600 alunos têm acesso a diferentes programas, entre eles o da educação bilíngue que prevê ensino das Libras e língua portuguesa.

O Programa de Educação Bilíngue da Secretaria Municipal de Educação prevê o ensino das Libras e língua portuguesa como segunda língua para cerca de 1600 estudantes surdos matriculados na rede, aumento de 33% em relação ao ano passado, que haviam cerca de 1200 alunos. A iniciativa trata-se de uma política pública específica que garante a aprendizagem dos estudantes surdos nas escolas municipais da capital.

O trabalho inclui currículo, material pedagógico e profissionais especializados para atender os alunos surdos ou com outras deficiências associadas.

As seis Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) atendem somente estudantes surdos e ou que possuem outras deficiências associadas. Uma das unidades de referência é a EMEBS Helen Keller.

Para garantir a aprendizagem, o trabalho é feito com apoio de profissionais como intérpretes, guias intérpretes, instrutores surdos, além de professores que possuem especialização na área.

 

foto de uma moça sinalizando em Libras e dois moços sentados, olhando

 

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

fotografia de auditório com aReunião De Planejamento

SME promove Organização Pedagógica de 2023

Publicado em: 24/01/2023 5h08 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem de fundo azul, com silhuetas de prédios e os dizeres: Aniversário de São Paulo

CEUs comemoram aniversário de SP nesta quarta com programação especial

Publicado em: 24/01/2023 2h53 - em Secretaria Municipal de Educação

fotos dos itens que compõe o uniforme das escolas da prefeitura de São Paulo
fotografia de 4 pessoas, incluindo uma cadeirante, na frente de um muro tátil, no qual é possível perceber diversos objetos fixados e pendurados

CEU Água Azul inaugura Muro Tátil com foco na acessibilidade

Publicado em: 19/01/2023 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia do pátio do colégio Liceu Coração de Jesus.

Liceu Coração de Jesus começa a receber cadastros para matrícula nesta quarta-feira (18)

Publicado em: 18/01/2023 12h14 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 1.311