Notícias

EMEBS Helen Keller completa 70 anos

Unidade é pioneira no ensino público aos estudantes surdos

Publicado em: 13/10/2022 13h44 | Atualizado em: 21/10/2022
foto de uma moça sinalizando em Libras e dois moços sentados, olhando. Ao fundo, uma bandeira da EMEBS Helen Keller

 

A Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Helen Keller completa nesta quinta (13) 70 anos dedicados à educação de surdos na cidade de São Paulo.

As festividades já se iniciaram no mês passado, uma vez que em setembro é considerado o mês da visibilidade da comunidade surda. A escola ofereceu palestras com youtubers surdos, participou de mobilização no vão do Masp, sediou a apresentação do Slam do corpo que é poesia em Libras, entre outras atividades.

Nesta manhã, autoridades da cidade participaram da cerimônia de celebração de aniversário. No período da tarde, a escola vai promover o Dia da Família. O dia será marcado por visitas aos diversos espaços do prédio, manifesto poético dos gremistas, vídeo HK 70 anos, apresentação Projeto Som da Pele, lançamento da linha do tempo e do livro 70 anos HK.

Criada em 13 de outubro de 1952, a Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Helen Keller é referência de ensino nesta modalidade – a única pública no Brasil que atende estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio Bilíngue. Atualmente atende cerca de 270 alunos surdos. A escola está situada na região central, na Rua Pedra Azul, 314 em um prédio tombado e próxima ao Parque da Aclimação.

 

Foto de cubos coloridos empilhados, na exposição da Emebs Hk 70 anos

 

Programa de Educação Bilíngue para Surdos

A Política pública específica que garante aprendizagem de estudantes surdos na rede municipal de SP tem aumento de 33% de alunos atendidos.Cerca de 1.600 alunos têm acesso a diferentes programas, entre eles o da educação bilíngue que prevê ensino das Libras e língua portuguesa.

O Programa de Educação Bilíngue da Secretaria Municipal de Educação prevê o ensino das Libras e língua portuguesa como segunda língua para cerca de 1600 estudantes surdos matriculados na rede, aumento de 33% em relação ao ano passado, que haviam cerca de 1200 alunos. A iniciativa trata-se de uma política pública específica que garante a aprendizagem dos estudantes surdos nas escolas municipais da capital.

O trabalho inclui currículo, material pedagógico e profissionais especializados para atender os alunos surdos ou com outras deficiências associadas.

As seis Escolas Municipais de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) atendem somente estudantes surdos e ou que possuem outras deficiências associadas. Uma das unidades de referência é a EMEBS Helen Keller.

Para garantir a aprendizagem, o trabalho é feito com apoio de profissionais como intérpretes, guias intérpretes, instrutores surdos, além de professores que possuem especialização na área.

 

foto de uma moça sinalizando em Libras e dois moços sentados, olhando

 

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Alunas do CEU Parelheiros participam de aula de Afromix. No palco as professoras conduzem a aula.

CEUs oferecem aulas de dança do Afromix em sua programação

Publicado em: 11/04/2024 11h51 - em Secretaria Municipal de Educação

Dengue Vacina

Estudantes da Rede Municipal de São Paulo poderão se vacinar contra a dengue

Publicado em: 10/04/2024 6h49 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra quatro pessoas adultas ao redor de uma mesa com componentes eletrônicos na aula do curso profissionalizante de auxiliar de eletricista.

Cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs estão com inscrições abertas 

Publicado em: 10/04/2024 5h12 - em Diretoria Regional de Educação São Miguel

Ceci

Secretaria Municipal de Educação abre Consulta Pública sobre funcionamento da educação indígena

Publicado em: 10/04/2024 3h49 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra menino com capacete em um trilha com troncos de madeira suspensa.

CEUs recebem programação gratuita de Turismo de Aventura

Publicado em: 09/04/2024 6h30 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 1.438