Notícias

Educadores refletem sobre práticas antirracistas em IV Congresso de Educação para as Relações Étnico-Raciais

Evento reuniu mais de 400 participantes para discussões sobre racismo estrutural, xenofobia e cultura dos povos originários

Publicado em: 26/05/2022 15h55 | Atualizado em: 26/05/2022
Whatsapp Image 2022 05 26 At 15.53.09
Evento contou com apresentações culturais e discussões sobre as relações étnico-raciais

Mais de 400 educadores participaram do IV Congresso de Educação para as Relações Étnico-Raciais “Por uma Educação Transgressora – Práticas Antirracistas e Não Xenofóbicas” nesta terça (24) e quarta-feira (25), em São Paulo. O evento foi realizado pela Secretaria Municipal de Educação, por meio do Núcleo de Educação para as Relações Étnico Raciais (NEER).

O secretário municipal da Educação, Fernando Padula, e a secretária executiva da Igualdade Racial, da Secretaria de Direitos Humanos, Elisa Lucas Rodrigues, estiveram na abertura do congresso. No primeiro dia, na terça-feira, participaram 200 profissionais de educação que atuam na Educação Infantil e Ensino Fundamental I, já na quarta-feira, foi a vez dos demais profissionais, que atuam no Ensino Fundamental II, Médio e EJA.

Durante o encontro foram realizadas palestras e discussões com o objetivo de refletir sobre práticas antirracistas e não xenofóbicas, abordar a história e cultura dos povos originários e repertoriar os educadores por meio de apresentações culturais com manifestações indígenas, africanas, afro-brasileiras e de migrantes.

Também foram abordados temas como racismo estrutural, práticas pedagógicas antirracistas e orientações pedagógicas para povos indígenas e migrantes.

O NEER é o núcleo da SME responsável por pensar ações formativas e construir materiais curriculares, que contribuam para práticas inclusivas, antirracistas e que tenham a equidade como premissa básica para o trabalho dos profissionais da Rede Municipal de Ensino. Ainda promove seminários, congressos, simpósios, cursos, palestras, encontros, grupo de trabalho, para a promoção de igualdade racial, inclusão e valorização da diversidade dos povos indígenas e migrantes.

Fotografia mostra um menino com o colete laranja do "Imprensa Jovem", ele está à frente de um celular que está em um tripé gravando. Na frente do menino, temos um sofá com duas meninas sentadas com o colete da Imprensa Jovem, do lado delas uma cadeira com uma mulher sentada. Ela veste casaco e cachecol brancos, saia laranja com detalhes brancos, meia calça e camiseta pretas e uma bota roxa.
Entrevista com Jussara Nascimento dos Santos, do Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais (NEER).

Cobertura do Imprensa Jovem 

Os estudantes do Programa Imprensa Jovem, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Tenente Moisés Elias de Souza, fizeram a cobertura do evento. A equipe de alunos entrevistou o secretário municipal de Educação, Fernando Padula, e a integrante Núcleo de Educação para as Relações Étnico-Raciais (NEER), Jussara Nascimento dos Santos.

A professora Katia Alves Bezerra, uma das responsáveis pelo Programa Imprensa Jovem da escola, contou que na entrevista para os estudantes o secretário municipal, Padula, lembrou que a Rede Municipal atualmente possui muitos alunos migrantes e reafirmou o compromisso com uma educação inclusiva, antirracista e anti-xenofóbica.

Segundo Kátia, a entrevistada Jussara Nascimento, do NEER, também deixou uma mensagem importante para o combate ao racismo e incentivou aos estudantes a proporem mais discussões sobre o tema na escola e para serem acolhedores com todos e todas.

Fotografia mostra um homem de camisa amarela à frente de um painel branco com o símbolo da "Uninove". Ele está sendo entrevistado por um homem que usa o colete da imprensa jovem e segura um microfone. Vemos também um menino com o colete da imprensa jovem que está segurando um celular enquanto filma a entrevista.
Imprensa Jovem entrevistando o educador do Centro de Educação e Cultura Indígena (CECI) Jaraguá, Mateus Vidal.

O Programa Imprensa Jovem contribui com o trabalho dos professores e a formação dos estudantes das escolas públicas municipais com atividades curriculares e fora da grade curricular sobre educação a distância e o uso da mídia no ensino, além de promover o direito à comunicação livre, democrática e responsável no ambiente escolar.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Crianças e professora de Educação Infantil em sala de aula.
Professora de Educação Infantil sentada no chão da sala com cinco bebês sentados a sua volta brincando.

SME faz nova convocação de aprovados em concurso

Publicado em: 22/09/2022 5h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com o fundo em mosaico colorido em tons de lilás, azul e verde, onde se lê
Imagem com fundo azul, três faixas no canto esquerdo nas cores rosa, azul e verde, no centro está escrito IV EducaPenha.

DRE Penha realiza IV EducaPenha

Publicado em: 21/09/2022 6h59 - em Diretoria Regional de Educação Penha

Fotografia mostra pessoas sentadas em cadeiras de auditório. Elas estão olhando para frente, para o palco, onde há um homem de pé, segurando um microfone, que está falando enquanto olha para uma apresentação de slide, onde se lê: “Será que eu fiz certo?” na cor vermelha. Abaixo contém o texto: “Na dúvida, pergunte, consulte os colegas, os estudantes. Estude, retome a teoria. Refaça, volte ao começo. E faça outra vez. A prática é fundamental para o desenvolvimento, evolução”, que está escrito na cor preta.
1 2 3 1.283