Notícias

Dois Centros de Educação Infantil são inaugurados na zona norte

Unidades atendem 253 crianças de 0 a 3 anos no bairro Jardim Peri

Publicado em: 13/04/2016 8h46 | Atualizado em: 30/11/2020

A Secretaria Municipal de Educação (SME) inaugurou na segunda, 11 de abril, duas unidades educacionais destinadas a crianças de 0 a 3 anos na zona norte. Ambas estão localizadas no bairro Jardim Peri e pertencem à Diretoria Regional de Educação (DRE) Freguesia do Ó/Brasilândia.

O Centro de Educação Infantil (CEI) Cecília Meireles possui convênio com a Prefeitura de São Paulo por meio da Associação pelo Desenvolvimento Educacional e Profissional – ADEP e iniciou atendimento às crianças em outubro de 2015. “Hoje, a unidade já atende 134 alunos e deverá ter suas instalações ampliadas para atender mais crianças do bairro”, festejou a Diretora Regional de Educação da DRE Freguesia do Ó/Brasilândia, Eliana Pereira.

A unidade possui um pavimento e as crianças são atendidas em seis salas de aula. Também há refeitório, lactário e playground externo para o divertimento da criançada. “Este é um momento de celebração. Este é um local onde se educa, se cuida e se acaricia a vida. Um lugar onde se revelam cheiros, espaços, sabores e descobertas”, ressaltou Emilia Cipriano, Secretária Adjunta Municipal de Educação.

No mesmo bairro, foi inaugurado também o CEI Santa Paulina, conveniado por meio da Associação Nossa Senhora de Lurdes, que já mantem convênio com outras três unidades – CEI Tia Leninha, CEI Maria Henrique de Lima e CEI Miguel Arcanjo, todos na DRE Freguesia do Ó. “É um prazer, para nós, fazer parte da história dessa região. Trabalhamos com muito amor”, disse Goiaci Araújo Barros, representante da Associação.

A unidade atende 119 crianças de 0 a 3 anos e iniciou seu funcionamento no final de 2015. O prédio é estruturado em dois pavimentos e o atendimento às crianças é feito em quatro salas de aula, dois refeitórios, lactário, playground externo, brinquedoteca e sala de vídeo.

“Quando a criança inicia na escola, aumenta-se a esperança, pois a educação é compromisso social. Uma criança atendida é uma criança que se alimenta com qualidade e que tem a oportunidade de ter contato com outras. Quanto mais a gente estuda, mais descobrimos o quanto aprendemos com a convivência”, observou Emilia.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Leituraço Junho Migrante (1)

Escolas promovem “Leituraço!” no Junho Migrante

Publicado em: 13/06/2022 5h06 - em Étnico-Racial

Fachada de um CEU com o recorte de uma bandeira com as cores do arco íris
Estudantes sentados em volta de uma mesa produzindo com sacolinhas plásticas uma releitura da obra Abaporu de Tarsila do Amaral.
Professor Paulo veste blusa vermelha e caminha entre dois alunos sendo uma menina com blusa rosa e calça jeans à sua direita e um menino de camiseta e bermuda preta à esquerda. Eles andam em um corredor estreito do bairro da Liberdade olhando para os imóveis. Uma das casas tem paredes brancas e a outra colorida com a pintura de uma menina negra.

Professor da rede municipal de SP concorre como Educador do Ano

Publicado em: 09/06/2022 3h53 - em Diretoria Regional de Educação Ipiranga

fotografia de duas mãos digitando em um notebook. Imagem com logomarca da UFABC e da UNICEUUfabc

7 polos da UniCEU estão com a inscrições abertas para Cursos de Especialização gratuitos 

Publicado em: 07/06/2022 4h59 - em Secretaria Municipal de Educação

1 3 4 5 6 7 1.249