Notícias

Dissertações de Mestrado Profissional em Educação Infantil são apresentadas no Conselho Municipal de Educação

Parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC SP

Publicado em: 29/11/2019 14h44 | Atualizado em: 30/11/2020

No último dia 07 de novembro, na sessão do Pleno do Conselho Municipal de Educação – CME de São Paulo, foram apresentadas duas dissertações de Mestrado Profissional em Educação Infantil, resultado final de bolsa de estudos e pesquisa ofertada a partir da parceria entre a Secretaria Municipal de Educação e a Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC SP. Os Mestrados foram orientadas pela Professora Doutora Emília Maria Bezerra Cipriano Castro Sanches, também Conselheira do CME.

Priscila Barbosa Arantes é Coordenadora Pedagógica da EMEI Jardim da Conquista, DRE Pirituba-Jaraguá e apresentou sua dissertação de mestrado com o título “Inspiração em cenas e atos: pesquisa com crianças para a formação de coordenadores”, e o objetivo da pesquisa era propor uma possibilidade de formação aos Educadores em que haja a participação ativa e direta das crianças. Como fundamentação teórica, a pesquisa tem a Formação, a Cultura de Pares, a Reprodução Interpretativa, as crianças enquanto Produtoras de Cultura e Etnografia com crianças. Identificou, como resultado da sua pesquisa, que a escola é reflexiva e, para tanto, não adianta somente o professor se apropriar dessa dinâmica, e que o ideal é que todos os membros da escola se apropriem dessa leitura crítica. Para isso, a demanda é “como formar esse pesquisador?” e, na Rede Municipal de Ensino de São Paulo já existe o espaço formativo, os Projetos Especiais de Ação – PEAs, garantido na jornada do Coordenador Pedagógico e do docente dentro da própria unidade, e os espaços concedidos e conquistados via DREs. Assim, a questão de se conquistar um espaço formativo já é superada, e a necessidade é repensar as práticas de formação. Ressalta “a escola como espaço formador do humano”.

A Mestre Renata Pereira Pardim, Diretora da EMEF Dona Jenny Gomes, DRE Penha, apresentou dissertação de mestrado profissional com o título “Contribuições do Teatro do Oprimido para a formação permanente de Professoras da Infância: atos de uma experiência vívida”, cujos objetivos foram: resgatar uma experiência de formação continuada vivida em ambiente de trabalho e analisar se o Teatro do Oprimido de Boal contribuiu para o grupo pesquisado, pontuando quais seriam essas contribuições. O problema da pesquisa era “por que as formações permanentes podem não provocar mudanças nos processos de ensino-aprendizagem e/ou na mudança de práticas docentes?” queixa que, segundo a pesquisadora, é recorrente em formações de Coordenadores Pedagógicos e Diretores de escola da Rede. Como referenciais teóricos, utilizou a desmecanização de mentes e corpos, troca de papéis, desenvolvimento do pensamento sensível e reconhecimento das opressões do cotidiano de Augusto Boal e, os conceitos de ser mais, o compromisso com a transformação social, o respeito aos saberes de experiência feitos, de corpo consciente, diálogo, reflexão crítica sobre a prática de Paulo Freire. A pesquisa teve duas grandes questões norteadoras: 1) se o Teatro do Oprimido podia desvelar as opressões vivenciadas pelos docentes e 2) se o Teatro do Oprimido pode se constituir numa prática inovadora de formação permanente de professores, capaz de evidenciar saberes experienciais e favorecer a conscientização dos profissionais da educação. A pesquisa foi realizada em uma EMEI da DRE Jaçanã-Tremembé, analisando os PEAs e a formação realizada em serviço. Como resultado, aponta que “a formação permanente pode contribuir para mudanças na prática docente, desde que o processo seja significativo ao grupo”.

A apresentação das dissertações de mestrado confirmam a importância do incentivo à pesquisa feita por profissionais da educação da Rede Municipal de Ensino, partindo da realidade vivida por estes, com o olhar acadêmico possibilitando o avanço nas práticas e reflexões das Unidades Escolares e dos profissionais que nelas atuam.

Em um mesa estão sentada quatro mulheres. Há um retroprojetor ligado

Da esquerda para a direita: a Mestre Renata Pereira Pardim, a orientadora das pesquisas e Conselheira do CME Profª Drª Emília Maria Bezerra Cipriano Castro Sanches e a Mestre Priscila Barbosa Arantes durante apresentação no Conselho Municipal de Educação.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Foto de uma roda de contação de história com a professora e os estudantes em ambiente escolar.
Foto de um homem negro sorrindo de braços cruzados na frente de uma lousa com equações matemáticas.

SME divulga resultado da escolha de vagas feitas em formato informatizado

Publicado em: 20/02/2024 4h58 - em Secretaria Municipal de Educação

Mulher negra mexendo nos lápis e canetas com livros na mesa

Polos da UniCEU estão com inscrições abertas para curso de Pedagogia

Publicado em: 20/02/2024 1h30 - em Secretaria Municipal de Educação

Saúde Oftalmológica

Prefeitura de São Paulo retoma Programa de Avaliação Oftalmológica em estudantes da Rede Municipal

Publicado em: 19/02/2024 5h17 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia da fachada do Cei Bispo Roger Douglas Bird

Prefeitura inaugura creche Bispo Roger Bird na região de Cidade Ademar

Publicado em: 19/02/2024 2h34 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.425