Notícias

Coexista, um projeto ligado à Educação Humanitária

Atenção aos animais estimula alunos e comunidade

Publicado em: 30/12/2015 11h04 | Atualizado em: 30/11/2020

coexista_740_x_430.jpg

Transformar os alunos da rede municipal de ensino em agentes positivos de mudanças foi o desafio que a professora Márcia Cristina Araújo enfrentou, desde 2011, desenvolvendo o projeto Coexista nas unidades educacionais onde leciona, no intuito de dar aos alunos, seus pais e comunidade consciência sobre a situação dos animais, tanto de rua como domésticos, no que se refere aos cuidados necessários para que tenham uma vida digna, espelhando estes cuidados para a vida em sociedade de todos nós.

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professora Maria Aparecida de Souza Campos, do Centro Educacional Unificado (CEU) Formosa, na zona leste da cidade de São Paulo, a professora Marcia tem ensinado aos alunos dos 4º e 5º anos, vários fatos sobre animais domésticos, cuidados com sua saúde, comportamento e legislação sobre maus tratos, que estes alunos multiplicam à comunidade da região do CEU, nas visitas que fazem com os parceiros do projeto.

“O Projeto Coexista nasceu em 2011, quando encontrei um gatinho abandonado num terminal de ônibus e o levei para a sala de aula, propondo que as crianças alimentassem, cuidassem do gatinho e conseguissem, dentre outras coisas, um lar para ele, um adotante”, disse a professora Márcia.

A partir daí o projeto tomou corpo, chamando a atenção da comunidade e de entidades que vieram a ser tornar parceiras do projeto, como o Centro de Controle Zoonoses de São Paulo (CCZ-SP), Supervisão de Vigilância em Saúde – SUVIS/Mooca-Aricanduva e a ONG Adote um gatinho. Esta parceria possibilitou a realização de uma campanha de vacinação contra a raiva num posto móvel na frente do CEU Formosa.

“Além de campanhas de castração de animais e feiras de adoção consciente, isto vem aumentando o conhecimento, tanto dos alunos como dos demais cidadãos, não só quanto ao cuidado com os animais, mas também com a sociedade”, completou a professora.

Prêmio e viagem – A professora Márcia, com a repercussão deste projeto, ganhou o prêmio do concurso Bios e Terra, promovido pela empresa Arte e Vivências Ecológicas e destinado a todos os educadores do País, com o objetivo de disseminar o amor e o respeito à vida animal. A professora também viajou para Coréia do Sul, representando a Cidade de São Paulo no Congresso das Cidades Educadoras.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 1.212