Notícias

CIEJA Perus combate fake news e desinformação por meio de ações educomunicativas

Divulgação de conhecimento científico incentiva boas práticas durante a pandemia de Covid-19

Publicado em: 14/09/2021 14h11 | Atualizado em: 14/09/2021

Mulher mostra sua carteirinha de vacinaçãoNo Centro de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA Perus), educadores e estudantes estão empenhados em combater as notícias falsas sobre a pandemia de Covid-19 que circulam pela internet. Por meio de ações organizadas por um Grupo de Trabalho (GT) de Educomunicação, estão divulgando conhecimento científico e práticas seguras de convivência por meio das redes sociais.

A Unidade Educacional (UE) está localizada no bairro de Perus e atua na educação de Jovens e Adultos, com mais de 15 anos, que não cursaram ou não concluíram o Ensino Fundamental na idade convencional. Atualmente, estão matriculados na escola 1.376 estudantes. Segundo apontamentos da equipe gestora, cerca de 60% deles são migrantes provenientes do Haiti.

Durante o período de distanciamento social decorrente da pandemia de Covid-19, surgiu a necessidade dos profissionais da escola intensificarem o trabalho de comunicação com a comunidade escolar por meio do Whatsapp, Facebook e Instagram. O fato da escola possuir muitos estudantes migrantes e com certa dificuldade de comunicação em Língua Portuguesa, também foi um ponto que influenciou no trabalho educomunicativo.

O objetivo foi manter contato com os jovens e adultos que estavam em ensino remoto e também orientar sobre as mentiras que circulam pela internet em torno das medidas de proteção que diminuem a circulação do vírus na sociedade, como uso de máscara, higienização constante e vacinação. 

As pautas são pensadas por nove professores que fazem parte do GT de Educomunicação – Ana Paula Batista, Alecssandra Marcondes, Bianca Duarte, Carolina Franco, Cristiane Coutinho, Marcela Fontão, Cláudio Silva, Rossini Castro e Vera Diniz. Periodicamente, eles elaboram conteúdos digitais para circulação nas redes sociais que informam, de maneira objetiva e ilustrada, sobre descobertas da ciência, combate às fake news e desinformação, além de compartilharem imagens de estudantes e educadores tomando vacina e usando máscara, como forma de incentivo..

“A ideia é que a gente chegue mais perto da comunidade e, assim, ocorra maior conscientização e participação nas ações. Atualmente tem acontecido dos estudantes pedirem para serem fotografados ou enviarem fotos com o cartão de vacinação ou com máscaras para aparecer em nossas redes sociais”, conta alegre a professora Ana Paula Batista, que atua na alfabetização no CIEJA desde 2018.

Confira o Instagram do CIEJA Perus

 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Crianças e professora de Educação Infantil em sala de aula.
Professora de Educação Infantil sentada no chão da sala com cinco bebês sentados a sua volta brincando.

SME faz nova convocação de aprovados em concurso

Publicado em: 22/09/2022 5h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com o fundo em mosaico colorido em tons de lilás, azul e verde, onde se lê
Imagem com fundo azul, três faixas no canto esquerdo nas cores rosa, azul e verde, no centro está escrito IV EducaPenha.

DRE Penha realiza IV EducaPenha

Publicado em: 21/09/2022 6h59 - em Diretoria Regional de Educação Penha

Fotografia mostra pessoas sentadas em cadeiras de auditório. Elas estão olhando para frente, para o palco, onde há um homem de pé, segurando um microfone, que está falando enquanto olha para uma apresentação de slide, onde se lê: “Será que eu fiz certo?” na cor vermelha. Abaixo contém o texto: “Na dúvida, pergunte, consulte os colegas, os estudantes. Estude, retome a teoria. Refaça, volte ao começo. E faça outra vez. A prática é fundamental para o desenvolvimento, evolução”, que está escrito na cor preta.
1 2 3 1.283