Notícias

CIEJA Campo Limpo promove “III Festival Literário no CIEJA”

O FLIC surgiu de um projeto encabeçado por alunos e professores

Publicado em: 19/10/2016 15h23 | Atualizado em: 30/11/2020

festival_literario_740_x_430.jpg

No dia 27 de outubro, o Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) Campo Limpo promoverá a terceira edição do “Festival Literário no CIEJA” (FLIC). O festival, que já foi realizado em 2014 e 2015, acontecerá das 8h às 22h, no próprio CIEJA.

Em 2014, o evento se resumiu a um encontro de troca de livros, como relata Carolina Tomoi, professora de linguagens e códigos do CIEJA desde 2013. Com o sucesso que o FLIC fez, houve a decisão de continuar expandindo o projeto. “Foi nesse primeiro encontro que surgiu a ideia do evento ser anual”, diz a professora.

O FLIC, de uma feira de troca de livros em seu início, evoluiu em 2016, e terá novas atividades. Na edição deste ano, o evento contará com oficinas de escrita, rodas de conversa com autores, saraus e exposição de contos e histórias.

Carolina conta que, neste ano, a FLIC tem o objetivo de proporcionar o encontro entre alunos, escritores e literatura. Não é só neste encontro que o festival se apoia. “A proposta é mostrar a literatura para que os alunos percebam a importância da leitura, que isso não é algo distante, e que ela existe na periferia”, diz Carolina.

Pensando nessa aproximação entre os jovens e a literatura, o FLIC trará autores das regiões do Campo Limpo e M’Boi Mirim para participar das rodas de conversa com os alunos. A maioria desses poetas e escritores, como conta Carolina, faz ou fizeram parte dos coletivos artísticos, como o Cooperifa ou Sarau do Binho, que, segundo ela, retratam a identidade cultural da região.

Inovação – A grande expectativa da terceira edição do FLIC está no lançamento digital de uma coletânea de histórias, que foram feitas pelos alunos. “A inovação para esse ano será a exposição da obra desses alunos, para valorizar a escrita deles como autores”, avalia Carolina. O trabalho foi fruto de uma oficina de escrita realizada com os alunos, nas últimas duas semanas de setembro deste ano, na qual eles desenvolveram textos e histórias com base no tema “Política e Ditadura Militar”. O livro foi feito com a reunião de alguns destes trabalhos. A apresentação do material será feita no dia 27, durante as atividades da FLIC.

A criação do projeto – Há dois anos, a primeira versão do FLIC foi encabeçada por uma das turmas do CIEJA, que desejava criar um evento para a unidade escolar, procurando promover a literatura na escola. A unidade escolar, por sua vez, apoiou o movimento e decidiu auxiliar na organização do evento.

Benefícios da literatura – Segundo a professora do CIEJA, após a realização dos dois encontros de literatura, o CIEJA e seus alunos obtiveram avanços. O interesse pela literatura aumentou consideravelmente e isso se refletiu nos espaços da unidade. “A utilização da biblioteca, que era quase nula, aumentou muito após essas ações”, completa Carolina.

Além do uso da biblioteca ter aumentado, o interesse dos alunos pela escrita também aumentou. “Eles sempre tiveram muita dificuldade em se expressar pela escrita, eles tinham o que falar, mas não conseguiam escrever sobre isso”, diz Carolina. Ela credita esse desenvolvimento ao fato de que os estudantes se descobriram como escritores, o que acarretou na melhoria de seu aprendizado.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de grupos de estudantes gremistas

Seminários Regionais de Grêmios Estudantis ocorrem nas 13 DREs

Publicado em: 19/08/2022 2h17 - em Secretaria Municipal de Educação

banner de divulgação do Premio Paulo Freire - Qualidade no Ensino Municipal 2022

São divulgados os 12 projetos vencedores do Prêmio Paulo Freire 2022

Publicado em: 19/08/2022 12h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Cei Amigo Do Peito (1)

SME reconhece unidades educacionais que incentivam aleitamento materno 

Publicado em: 18/08/2022 12h48 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma sala de aula com mesas e cadeiras. Duas mulheres em pé, uma escreve no cartaz sobre a mesa e a outra lê um cartaz diferente que também está sobre a mesa. No quadrante inferior direito, um cartaz escrito 'Quais possíveis causas favorecem a ocorrência do caso?'.

SME e Instituto Vladimir Herzog desenvolvem projeto sobre acolhimento e saúde emocional na DRE Guaianases 

Publicado em: 18/08/2022 12h07 - em Diretoria Regional de Educação Guaianases

Whatsapp Image 2022 08 17 At 10.08.12

Cursos de idiomas nos CELPs começaram nesta terça-feira

Publicado em: 17/08/2022 4h17 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.264