Notícias

CEI Instituto Dona Ana Rosa participa de gravação de vídeo para o PNAE

Material será utilizado para divulgação do Programa, que completa 67 anos em 2017

Publicado em: 16/03/2017 16h35 | Atualizado em: 30/11/2020

codae_pnae_principal_740_x_430.jpg

O Centro de Educação Infantil (CEI) Instituto Dona Ana Rosa, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Butantã, foi o escolhido pela Coordenadoria de Alimentação Escolar (CODAE) para representar o município na gravação de um vídeo de utilidade pública desenvolvido pelo Ministério da Educação que será utilizado na divulgação do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). O PNAE completa, neste ano de 2017, 67 anos de atuação na formação e desenvolvimento de hábitos alimentares saudáveis e na oferta de alimentação escolar de qualidade em todo o país.

Para contemplar o projeto, escolas de diferentes regiões do Brasil foram selecionadas como representantes das ações promovidas junto ao PNAE no que diz respeito à gestão, logística, qualidade dos alimentos e outros. Para São Paulo foi reservada a temática: ações de educação alimentar e nutricional e a formação de bons hábitos alimentares. No CEI Instituto Dona Ana Rosa são desenvolvidas diversas atividades para fomentar hábitos alimentares sustentáveis em prol de uma atitude que não se restringe apenas ao prato. Ela vai além, na premissa de que se alimentar é o processo final de uma cultura que cultiva, cuida, colhe, cozinha e nutre.

A unidade dispõe de uma vasta área destinada ao cultivo de alimentos. Ali, a horta é cuidada por uma equipe que auxilia as crianças a cuidar da terra, plantar a muda, regar a planta e colher o próprio alimento, que ao final será degustado por todos.

Na cozinha, os merendeiros transformam o alimento em refeições atraentes e saborosas, colaborando na sua melhor aceitação e apresentando às crianças todas suas as possibilidades e aromas, na medida em que determinadas preparações são protagonizadas por elas, promovendo engajamento e empatia.

codae_pnae_2_740_x_430.jpg

Outro fator que trouxe a atenção para São Paulo foi o seu forte empenho e incentivo à agricultura familiar. Os investimentos aqui depositados resultam na manutenção da renda familiar, o que proporciona um desenvolvimento sustentável para aquela comunidade.

Estas atividades são endossadas pela CODAE. Em 2016, 360 unidades educacionais possuíam hortas pedagógicas, sendo 56 delas participantes de formações desenvolvidas durante aquele mesmo ano.

codae_pnae_3_740_x_430.jpg

“Com essa iniciativa do Ministério da Educação, espera-se a crescente sensibilização do público em relação às potencialidades do Programa, além da promoção do intercâmbio de experiências entre as escolas, tanto no país como internacionalmente”, diz Agnes Hanashiro, nutricionista da CODAE.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
1 2 3 1.299