Notícias

CECIs da DRE Capela recebem formação Imprensa Jovem Guarani

Iniciativa promove visitas mensais do Núcleo de Educomunicação da SME às Unidades.

Publicado em: 26/04/2017 12h03 | Atualizado em: 30/11/2020
CECIs_da_DRE_Capela_recebem_formacao_Imprensa_Jovens_Guarani_740_x_430.jpg

Os Centros de Educação e Cultura Indígena (CECIs) Tenondé Porã e Krukutu, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Capela do Socorro, estão recebendo o projeto Imprensa Jovem Guarani. Os encontros da formação acontecem uma vez por mês e são coordenados por Carlos Lima, coordenador do Núcleo de Educomunicação da Secretaria Municipal de Educação (SME).

Os responsáveis pelo projeto são Carlos Lima, coordenador do Núcleo de Educomunicação da SME, e Marcela de Pina Bergamine, do Núcleo de Tecnologias para Aprendizagem (TPA) da DRE Capela. Já Vera Silvia e Adriano Lima, do CECI Tenondé Porã, e Tupã de Oliveira Paula, do CECI Krukutu, ajudam a organizar o projeto dentro das Unidades. O público alvo dessa formação são educadores de informática dos CECIs, crianças e jovens da aldeia.

De acordo com Carlos Lima, a parceria com o CECI começa em 2011, com a formação dos educadores guaranis. “Ao longo dos anos, foram realizados investimentos na formação de especialistas em Educomunicação para apropriação e uso das linguagens de comunicação para potencializar a cultura das três aldeias de São Paulo. O Imprensa Jovem Guarani possibilita aos indígenas a produção e recepção de informações genuinamente deles”, considera Carlos.

Segundo a Gestora dos CECIs, Vera Silvia do Espirito Santo, “o Imprensa Jovem Guarani tem como objetivo capacitar os jovens guaranis, facilitar a comunicação e viabilizar a produção e o registro das histórias por parte de educadores, crianças e mais velhos para fortalecer a cultura Guarani Mbyá”.

Vera explica que, neste ano, as primeiras formações são direcionadas para uso e aplicação de ferramentas de edição de áudio e vídeo, pois elas servem como base para o desenvolvimento do projeto de um modo geral. “A tecnologia nas aldeias traz a oportunidade de registrar o trabalho e as atividades culturais e coletivas, inclusive para a comunicação com outras etnias indígenas”, completa Vera.

O encontro mais recente do projeto aconteceu no dia 13 de abril. Na ocasião, formou-se uma roda de conversa na qual foi discutida a importância do rádio na aldeia. Destacou-se, por exemplo, a utilização dele como um meio de divulgação e registro das histórias do povo contadas pelos indígenas mais velhos. Já na segunda etapa da reunião, o trabalho foi mais prático: os participantes aprenderam as funções da mesa de som e como conectar este equipamento ao computador, à caixa de som e ao microfone.

“A oralidade é valorizada por meio da comunicação via rádio. O uso dessa tecnologia ajuda o trabalho dos educadores, organizando sua rotina e possibilitando a contação de histórias, auxiliando a se expressarem melhor e promovendo a divulgação de todo o trabalho realizado”, ressalta a Gestora.

Confira a galeria de imagens do último encontro da formação.

Saiba mais sobre os CECIs.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem mostra três meninos brincando em um brinquedo inflável e sendo molhados por um jato de água.
Estudante é vacinada em escola municipal

Saúde inicia vacinação de adolescentes em escolas da rede pública de SP

Publicado em: 25/11/2021 5h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudantes e professores em atividade na EMEF Amorim Lima

Estudantes da EMEF Amorim Lima realizam exposição sobre poluição luminosa

Publicado em: 24/11/2021 4h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Professora de ensino fundamental em sala de aula

SME vai contratar 6.889 professores para diversas funções

Publicado em: 24/11/2021 2h15 - em Secretaria Municipal de Educação

banner de divulgação da VI Jornada Pedagógica

Profissionais da Educação Infantil participam da VI Jornada Pedagógica

Publicado em: 24/11/2021 11h39 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.210