Notícias

Capital entrega cestas saudáveis para famílias de estudantes da rede municipal de ensino

Alimentos, frutas e verduras são provenientes da agricultura familiar. Já foram entregues 781 mil cestas aos alunos matriculados

Publicado em: 18/05/2021 16h59 | Atualizado em: 18/05/2021
caixas de papelão com texto em destaque "cestas saudaveis". caixas com alimentos

A Prefeitura de São Paulo iniciou na manhã desta terça-feira (18/05), a entrega de 1.069 cestas saudáveis para as famílias dos estudantes da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) do Centro Educacional Unificado (CEU) Vila Curuçá, região do Itaim Paulista, na Zona Leste da capital. O prefeito Ricardo Nunes e o secretário de Educação, Fernando Padula, acompanharam o início da ação.

Segundo o prefeito Ricardo Nunes, a medida irá beneficiar todos os alunos da rede municipal de ensino. “Esse trabalho faz parte do Programa Cidade Solidária, que o Bruno Covas instituiu, e que é o maior programa de segurança alimentar do país, da América do Sul e da América Latina”, afirmou.

Desde o mês de abril, todos os alunos da rede municipal começaram a receber uma cesta saudável com alimentos adquiridos da agricultura familiar. Até a última segunda-feira (17), já foram entregues 781 mil cestas aos estudantes matriculados, sendo 490.909 não-perecíveis, e 291.579 perecíveis.

caixas de papelão com texto em destaque "cestas saudaveis". caixas com alimentos
Entrega de cesta saudável no CEU Vila Curuçá | Foto: Marcelo Pereira/SECOM

Para garantir os itens, a Prefeitura de São Paulo investiu R$ 110 milhões, sendo R$ 88 milhões só de alimentos da agricultura familiar. A cestas são compostas por itens como arroz, feijão, açúcar mascavo, leite em pó integral, farinha de mandioca, doce de banana sem açúcar, suco, além de frutas e legumes.

“Essa ação da Prefeitura é muito importante. Uma ajuda a mais durante esse período muito escasso de pandemia”, conta Elaine Rosa Garcia, que tem duas filhas matriculadas na escola do CEU Vila Curuçá.

Cestas básicas

Além das cestas saudáveis, a Prefeitura tem distribuído cestas básicas, por meio do programa Cidade Solidária, uma parceria com o Governo do Estado. São cerca de 500 mil cestas básicas destinadas para famílias de alunos matriculados na rede municipal de ensino classificadas em situação de extrema vulnerabilidade econômica.

Cartão-merenda

Durante a pandemia, mesmo com a retomada das aulas presenciais, foi determinada a continuidade do fornecimento do cartão-merenda para todos os alunos até que todas as unidades da rede retomem integralmente suas atividades. Os valores são de R$101,00 (Centros de Educação Infantil), R$63,00 (Escolas Municipais de Educação Infantil) e R$55,00 (Escolas Municipais de Ensino Fundamental).

Desde o início do programa, a Prefeitura de São Paulo destinou R$ 789 milhões para abastecer os cartões-alimentação.

Distribuição de marmitas

Desde abril, 31 unidades educacionais fornecem refeições às comunidades. As marmitas são retiradas por entidades que fazem distribuição às pessoas em situação de vulnerabilidade. A previsão é que 800 mil marmitas sejam distribuídas.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem de um notebook sobre uma mesa com a mão de uma pessoa que veste camiseta preta. Ao seu lado aparece a mão de outra pessoa.

Seminários do ciclo de escuta ativa das DREs São Mateus e Santo Amaro ocorrem nesta segunda-feira

Publicado em: 17/09/2021 6h27 - em Secretaria Municipal de Educação

Banner 8ª edição do Premio Educação em Direitos Humanos 2021
Banner do Educador em Destaque
Imagem com mosaico de sete fotografias de pessoas em uma reunião on-line.

SME tem semana de reuniões bilaterais com as entidades sindicais

Publicado em: 16/09/2021 8h49 - em Secretaria Municipal de Educação

825x470
1 2 3 1.189