Notícias

Arraiá do Tamandaré viaja pela cultura dos imigrantes em São Paulo

“II Arraiá’ da EMEF Almirante Tamandaré apresentou a história da imigração em São Paulo com muita música e comidas típicas

Publicado em: 12/07/2018 16h24 | Atualizado em: 30/11/2020

imp_jov_arraia_tamandare_imigrantes_740_x_430.jpg

Matéria produzida pela equipe de Imprensa Jovem Rádio Calafrio

O dia 23 de junho foi bem agitado e divertido na EMEF Almirante Tamandaré (DRE JT). O “II Arraiá” contou com muitos comes e bebes, além de muita música e dança. Era cachorro quente, milho, bolos, doces, churrasco, refrigerante, pastel e muitas brincadeiras. Bom demais, sô!!

A festa contou também com apresentações do Projeto de Percussão com a professora Daniella Pires e do Projeto Música e Movimento com a professora Carolina Cortinove. “Gostei muito de participar da dança da catira com a professora Carolina, porque é uma dança bem animada e a gente se movimenta bastante”, falou Maria Eduarda Silva Goes, aluna do quarto ano.

“O Arraial da nossa escola trouxe como temática a ‘Imigração na cidade de São Paulo’, pois queríamos trazer e explorar nossas diferentes culturas, uma vez que os paulistanos receberam e continuam recebendo influências dos povos que aqui se instalaram, trazendo consigo vivências, costumes e características peculiares. Somos uma mistura de italianos, portugueses, espanhóis e tantas outras nacionalidades que nos fazem esse povo rico em tradições!”, explicou Kelly Andressa Pereira Nieuwenhoff, assistente de direção.

A Imprensa Jovem Rádio Calafrio esteve presente comandando o som e também foi responsável pela criação dos cenários baseados na imigração na cidade de São Paulo: cantina italiana, padaria portuguesa, ruas do bairro da Liberdade e cervejaria alemã. Completaram ainda os cenários do rancho da pamonha, falando da importância do milho na culinária boliviana e indígena e a tapiocaria explorando a influência africana e indígena.

“Procuramos mostrar um pouco da influência desses povos e culturas no cotidiano dos paulistanos e que, muitas vezes, passa despercebido. São Paulo é uma capital completamente diferente das outras do Brasil, não temos muito bem definida uma cultura, porque somos de múltiplas culturas. Por isso mesmo podemos falar que São Paulo é uma capital cultural. Esse Arraial foi um trabalho em conjunto com várias disciplinas e envolveu todos os professores da unidade e a gestão”,  explicou a professora Ludmilla Mignaco, responsável pelo Projeto Imprensa Jovem.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Crianças e professora de Educação Infantil em sala de aula.
Professora de Educação Infantil sentada no chão da sala com cinco bebês sentados a sua volta brincando.

SME faz nova convocação de aprovados em concurso

Publicado em: 22/09/2022 5h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com o fundo em mosaico colorido em tons de lilás, azul e verde, onde se lê
Imagem com fundo azul, três faixas no canto esquerdo nas cores rosa, azul e verde, no centro está escrito IV EducaPenha.

DRE Penha realiza IV EducaPenha

Publicado em: 21/09/2022 6h59 - em Diretoria Regional de Educação Penha

Fotografia mostra pessoas sentadas em cadeiras de auditório. Elas estão olhando para frente, para o palco, onde há um homem de pé, segurando um microfone, que está falando enquanto olha para uma apresentação de slide, onde se lê: “Será que eu fiz certo?” na cor vermelha. Abaixo contém o texto: “Na dúvida, pergunte, consulte os colegas, os estudantes. Estude, retome a teoria. Refaça, volte ao começo. E faça outra vez. A prática é fundamental para o desenvolvimento, evolução”, que está escrito na cor preta.
1 2 3 4 1.284