Notícias

Alunos da EMEF Dr. José Kauffmann visitam o Museu dos Transportes Públicos de São Paulo

Atividade integra o Movimento Maio Amarelo

Publicado em: 08/06/2017 15h05 | Atualizado em: 30/11/2020
Alunos_EMEF_Dr_Jose_Kauffmann_Museu_Transportes_740_x_430.jpg

Matéria produzida pelo Prof. Rildo e Imprensa Jovem Voz do Kauffmann

Na terça, 30 de maio, foi dia de conhecer um pouco da história do transporte público da capital paulista. Os alunos de quatro salas dos 5º anos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Dr. José Kauffmann, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Pirituba/Jaraguá, conheceram o Museu dos Transportes Públicos e as relíquias lá expostas.

As crianças foram acompanhadas pelas professoras das turmas em transporte público desde a Unidade Educacional até o destino. Lá no aparelho cultural encontraram a exposição “Maio Amarelo/Atenção no trânsito”.

O Museu dos Transportes Públicos guarda relíquias, como o primeiro bonde a circular no Brasil – no Rio de Janeiro, em 1859, e em São Paulo, em 1872 – até o primeiro trólebus de fabricação nacional, produzido em 1960. Integram o acervo da instituição sete veículos, cerca de 1.500 fotos e 1.500 livros, além de móveis, objetos e documentos sobre a evolução do transporte urbano.

Fundado por iniciativa do ex-funcionário da CMTC, Gaetano Ferolla, e enriquecido por doações de colecionadores e instituições, o museu foi inaugurado em 1985 e atualmente é mantido e administrado pela SPTrans. No museu, a romântica imagem da cidade de São Paulo do século XIX, com seus bondes abertos puxados por animais, continua preservada. No jardim que recebe visitantes, bancos e luminárias retratam a década de 20. Lá está instalado um bonde de areia, cuja função era espalhar areia nos trilhos para evitar derrapagens dos veículos que carregavam passageiros.

Impressões sobre a visita – Segundo a professora Celina Julie Pissó, o passeio é muito interessante, pois contempla uma parte da história da cidade, desconhecida pela maioria da nova geração. “É um lugar pequeno, mas com um grande potencial histórico retratado em seu acervo. Os alunos gostaram muito do que viram e ouviram. Foram muito participativos e receptivos às informações recebidas. São vivências educativas que devem ser aprimoradas buscando ressignificar a visão histórica, parte importante daquilo que somos hoje, das transformações a que tudo e todos estão sujeitos”, conta Celina.

A nossa escola tem agendadas outras excursões para este ano. Teremos a ida à Oca do Ibirapuera pelo Itaú Cultural, ao Circuito Caixa e ao Museu do Futebol.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
1 2 3 1.299