Notícias

Academia Estudantil de Letras promove curso com a escritora Kiusam de Oliveira

Formação é destinada para professores de Ensino Fundamental I e Fundamental II e Médio; inscrições online devem ser feitas nesta terça-feira (26) 

Publicado em: 25/04/2022 13h53 | Atualizado em: 25/04/2022

 

Fotografia da escritora Kiusam de Oliveira com a imagem da capa do livro 'O Black Power de Akin', de Kiusam de Oliveira, ilustrações de Rodrigo Andrade.

A Academia Estudantil de Letras (AEL), em parceria com a escritora Kiusam de Oliveira, realizará o curso “A Literatura Negro-brasileira do Encantamento Infantil e Juvenil como Território de Ação da Pedagogia Eco-ancestral”. A formação tem como público-alvo professores de Ensino Fundamental I e Ensino Fundamental II e Médio, Coordenadores Pedagógicos e Diretores de Escola.

Serão oferecidas 200 vagas, divididas em quatro turmas. As inscrições serão realizadas nesta terça-feira, 26 de abril, às 12h30. Clique aqui para acessar o formulário. Os encontros síncronos do curso serão nos dias 9, 16, 23 e 30 de maio, das 19h30 às 21h.

O curso visa dar continuidade aos estudos iniciados em 2021 pelo projeto AEL, na formação intitulada “Literatura, Cidadania e Relações Étnico Raciais na Educação”. Naquele curso, a formadora tratou de temas introdutórios, como o conceito de racismo estrutural, ancestralidade e encantamento e a política pública fomentada pela lei 10.639/03.

Nesse novo ciclo formativo, a literatura será aprofundada como objeto de análise e estudo nos encontros do curso. A pedagogia eco-ancestral, conceito formulado pela escritora e professora Kiusam de Oliveira, será apresentado, bem como exemplos de obras com essa concepção cultural, que visa proporcionar um espaço para a elaboração do contradiscurso hegemônico enquanto possibilidade teórica, prática e metodológica de modificar paradigmas estruturais que reproduzem o racismo entre os profissionais da educação e no cotidiano escolar.

A proposta visa problematizar os métodos e materiais de trabalho, em especial obras literárias, utilizados nas unidades educacionais, compreendendo as experiências e relações que se afirmam nas instituições escolares.

Kiusam chama o curso de “Eguigunaráokú”, que significa esqueleto. “Um corpo saudável, com uma estrutura óssea perfeita traz, em si, a possibilidade do movimento em prol da comunidade. A formação, nesse momento, tem o propósito de construir um currículo vivo a partir de outros paradigmas em educação, que dê sentido e significado à vida de todos os estudantes, saindo da lógica ensimesmada de ver e entender a educação”, afirma Kiusam.

Leia aqui publicação no Diário Oficial e as especificações do curso.

Quem é Kiusam de Oliveira?

Nascida em Santo André, grande São Paulo, aos 14 anos ingressou no Colégio IESA para cursar Magistério de 2º Grau. Logo após, foi para a Fundação Santo André cursar Pedagogia, com habilitações em Administração Escolar e Orientação Educacional. Para qualificar-se fez lato-sensu em Metodologia do Ensino Superior e, na sequência, na USP habilitou-se em Deficiência Intelectual e Mestrado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano e Doutorado em Educação, ambos pela USP.

Atua como professora há mais de 25 anos, tendo dedicado grande parte deste período à Educação Especial e à formação de profissionais de Educação no município de Diadema/SP, implantando a Lei 10.639/03 e ocupando funções de gestão pública. Desenvolveu também, ao longo de anos, atividades formativas para educadores e profissionais de todas as áreas juntamente às instituições públicas e privadas, com temáticas relacionadas à diversidade de gêneros, questões étnico-raciais e afins.

A partir de 2009, iniciou uma sequência de lançamentos literários, com grande repercussão nacional e internacional. Suas obras foram premiadas por diversas frentes: com o livro Omo-Oba-Historias de Princesas, altamente premiado e que em 2019 completou 10 anos de sua primeira edição.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Ilustração de uma jovem negra que é personagem da Revista Jovenilda e sua turma
fotos dos itens que compõe o uniforme das escolas da prefeitura de São Paulo
Fachada de uma Escola Tecnica Estadual - Etec

Aluno da EMEF Coelho Neto conquista primeiro lugar em curso da ETEC São Mateus

Publicado em: 27/01/2023 11h06 - em Secretaria Municipal de Educação

Foto de crianças da Emebs Lucie Bray fazendo pintura em plástico transparente. Uma professora os auxilia
fotografia de auditório com aReunião De Planejamento

SME promove Organização Pedagógica de 2023

Publicado em: 24/01/2023 5h08 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.310