Notícias

Academia Estudantil de Letras Padre Antônio Vieira completa uma década

Cerimônia comemorativa foi realizada na Academia Paulista de Letras

Publicado em: 08/08/2017 15h46 | Atualizado em: 30/11/2020

academia_padre_antonio_740_x_430.jpg

A Academia Paulista de Letras (APL) sediou no dia 25 de junho, a cerimônia de comemoração dos 10 anos de funcionamento da Academia Estudantil de Letras (AEL) Padre Antônio Vieira.

Em seu auditório, os acadêmicos, Gabriel Chalita, Secretário Municipal de Educação e atual presidente da casa, a escritora Anna Maria Martins, coordenadora dos Projetos de Prêmios Literários e de Incentivo à Leitura da APL e o maestro Júlio Medaglia também participaram da festa.

A Academia Estudantil de Letras (AEL), projeto lúdico-pedagógico que desenvolve as competências leitora e escritora dos alunos foi idealizado pela professora Maria Sueli Fonseca Gonçalves, a Suelizinha como é conhecida, que em 2005, lecionava Língua Portuguesa na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Padre Antonio Vieira, pertencente à Diretoria Regional de Educação (DRE) Penha.

Para iniciar o evento, a mestre de cerimônia e presidente da AEL, Kátia Orsini, chamou ao palco além dos acadêmicos da APL, o Diretor Regional de Educação da Penha, Marcos Mendonça, a Diretora de Programas Especiais, Eliana Barbosa, a Diretora da Escola, Filomena Edviges, o Supervisor, Ailton Vieira, a professora Suelizinha e o Coordenador do Projeto AEL na DRE Penha, Samir Ahmad dos Santos Mustapha.

O aluno Henrique Cavalcante, acadêmico da cadeira número um, representante do patrono dessa AEL, executou o Hino Nacional ao violino. Em seguida, falaram as autoridades presentes.

A escritora Anna Maria Martins ressaltou que “como escritora e acadêmica é um privilégio estar aqui neste momento e dou meus parabéns a todos vocês que trabalham com a palavra e com a leitura”

O Secretário Gabriel Chalita abriu seu discurso ressaltando o valor da palavra e que a Academia se reúne para valorizá-la. Segundo o Secretário é “muito legal a gente ver o protagonismo dos nossos alunos, como também é bom ver o de nossos educadores e sua genialidade”.

Chalita também fez uma rápida reflexão sobre a importância destas Academias e da importância de se gerar novos escritores, Para o Secretário três coisas são fundamentais para quem quer ser escritor: ler, escrever e sentir. “Vamos fazer isso, escrever, ler e sentir? Assim a gente faz nosso mundo mais bonito”, completou Chalita.

Dando seguimento à cerimônia, os novos membros da AEL tomaram posse conforme ordem a seguir e fizeram o Juramento Acadêmico.

Cadeira nº 62: Jullia Artuzo de Carvalho, na cadeira de Maurício de Souza

Cadeira nº 65: Josias Medrado da Silva, na cadeira de Jorge Luis Borges

Cadeira nª 66: Felipe Augusto de Menezes Foglia, na cadeira de Jeff Kinny

Cadeira nº 67: Matheus Henrique Sebastião, na cadeira de Edgar Allan Poe

Vários ex-acadêmicos da AEL marcaram presença no evento: Karoline Santos (2005), cadeira de Paulo Leminsky, Vinicius Silva (2009), cadeira de Paulo Leminsky , Thauany Mesquita (2010), cadeira Ricardo Azevedo, Flávia Artuzo (2011), cadeira Monteiro Lobato, Vinicius Mesquita (2013), cadeira Vinicius de Moraes, e Tainá domingos (2013) da cadeira Lygia Fagundes Telles. Todos eles participaram também da apresentação teatral de uma adaptação da peça de William Joyce, ”Fantásticos Livros Voadores de Modesto Máximo”.

Alunos da Banda e Fanfarra da EMEF também fizeram uma apresentação para os presentes e no final, Suelizinha foi homenageada no palco pelos alunos acadêmicos, todos travestidos de seus escritores oferecendo-lhes uma rosa vermelha e cada um deles declarando o nome de seu acadêmico e agradecendo a mentora e idealizadora da AEL.

Por último, a Secretária Adjunta, Professora Emilia Cipriano ressaltou que, “o que vimos aqui hoje é a personificação do trabalho dos professores, nós nunca mais nos esqueceremos deste momento. Parabéns crianças pela postura, parabéns a cada um que está aqui, em especial à Sueli, pois este projeto vai da Penha para o mundo. Parabéns aos pais que também merecem nosso aplauso”.

Para encerrar, o escritor Válter Pini, autor da Oração da Paz, que é sempre entoada ao final das festas anuais de posse em todas as 30 Academias já fundadas, fez um convite para que todos formassem um grande círculo e juntos fizessem a Oração da Paz.

Clique aqui e veja a galeria de imagens

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
Foto posada com os participantes do Slam da DRE Santo Amaro

5º edição do Slam Nossa Voz reúne professores e estudantes na zona sul de São Paulo

Publicado em: 23/11/2022 3h08 - em Diretoria Regional de Educação Santo Amaro

1 2 3 1.298