Notícias

A leitura como prática cotidiana para crianças na Educação Infantil

Projeto para incentivar a leitura com crianças.

Publicado em: 22/03/2016 13h02 | Atualizado em: 30/11/2020
leitura_ed_infantil_740_x_430.jpg

Para promover o hábito da leitura nos alunos, o Centro de Educação Infantil (CEI) Jocelyne Guimarães Fernandes de Melo, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Guaianases, localizado na Cohab Juscelino Kubitschek, região leste da capital, tem desenvolvido o projeto denominado “Culturas Infantis e suas linguagens” que, entre outros objetivos, se propõe a favorecer a interação, potencializar o interesse pela produção de textos diversos e promover a articulação dos saberes.

Para a Professora de Educação Infantil Lindsay Vicente Siqueira, responsável pelo Mini Grupo II, com crianças entre 3 e 4 anos de idade, por meio da leitura as crianças aprendem a observar e reproduzir o comportamento leitor. “É importante salientar que, na Educação Infantil, a leitura feita pelas crianças não está baseada na codificação/decodificação, até porque esse não é principal objetivo desta etapa escolar. Trata-se muito mais de explorar assuntos diversos, interpretar falas e ampliar o repertório de palavras, objetos, lugares e expressões”, disse a professora.

Apresentar leituras de diferentes gêneros textuais como contos de fadas, revistas, jornais, parlendas, panfletos, manuais de instruções, entre outros, é uma maneira de oportunizar descobertas no mundo das palavras e, também, iniciar a criança no mundo da literatura.

A implantação do projeto e de suas diversas atividades conta com a fundamental participação das famílias e demais funcionários da unidade. “É importante que a família incentive a ludicidade e a curiosidade por meio de histórias, lembranças de vida, bem como oferecer livros aos filhos e, sempre que possível, levá-los a espaços de promoção de leitura”, afirma Lindsay.

Todos os dias são realizadas leituras para as crianças e, após a familiarização com a atividade, as crianças são convidadas a realizar recontos orais das histórias apresentadas. Após essa etapa é realizada uma produção textual tendo a professora como escriba.

A professora conta que sempre é escolhida uma personagem para iniciar a produção coletiva. Conforme o texto vai ganhando corpo, com a contribuição das crianças, a professora vai realizando o registro das ideias.

Para o encerramento deste projeto, está prevista a organização dos textos produzidos pelas crianças em um livro, que será compartilhado com toda a comunidade escolar.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia

CEU Cidade Dutra recebe etapa presencial de torneio estudantil de esportes eletrônicos

Publicado em: 24/05/2022 4h12 - em Secretaria Municipal de Educação

Arte possui fundo azul claro com a imagem de uma menina negra com cabelos soltos. Ela está sorrindo, usa aparelho ortodôntico e veste uma camiseta amarela. No centro está escrito '2ª Feira de Ciências do Instituto Butantan' ao redor figuras que representam Ciências.

2ª Feira de Ciências do Instituto Butantan está com inscrições abertas 

Publicado em: 24/05/2022 1h27 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra vários homens de costas com capacete e usando uniforme cinza com a logomarca 'Cidade de São Paulo' e o texto em amarelo e laranja 'Manutenção Escolar'.
Fotografia de duas mulheres na frente de um grupo de crianças contando histórias infantis

Narrativas de Refúgio é tema de apresentação que ocorre em 10 CEUs da capital

Publicado em: 23/05/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudante está olhando pelo telescópio.

Estudantes da EMEF Paulo Duarte estão ‘De olho no Céu’

Publicado em: 20/05/2022 4h54 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.240