Notícias

A leitura como prática cotidiana para crianças na Educação Infantil

Projeto para incentivar a leitura com crianças.

Publicado em: 22/03/2016 13h02 | Atualizado em: 30/11/2020
leitura_ed_infantil_740_x_430.jpg

Para promover o hábito da leitura nos alunos, o Centro de Educação Infantil (CEI) Jocelyne Guimarães Fernandes de Melo, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Guaianases, localizado na Cohab Juscelino Kubitschek, região leste da capital, tem desenvolvido o projeto denominado “Culturas Infantis e suas linguagens” que, entre outros objetivos, se propõe a favorecer a interação, potencializar o interesse pela produção de textos diversos e promover a articulação dos saberes.

Para a Professora de Educação Infantil Lindsay Vicente Siqueira, responsável pelo Mini Grupo II, com crianças entre 3 e 4 anos de idade, por meio da leitura as crianças aprendem a observar e reproduzir o comportamento leitor. “É importante salientar que, na Educação Infantil, a leitura feita pelas crianças não está baseada na codificação/decodificação, até porque esse não é principal objetivo desta etapa escolar. Trata-se muito mais de explorar assuntos diversos, interpretar falas e ampliar o repertório de palavras, objetos, lugares e expressões”, disse a professora.

Apresentar leituras de diferentes gêneros textuais como contos de fadas, revistas, jornais, parlendas, panfletos, manuais de instruções, entre outros, é uma maneira de oportunizar descobertas no mundo das palavras e, também, iniciar a criança no mundo da literatura.

A implantação do projeto e de suas diversas atividades conta com a fundamental participação das famílias e demais funcionários da unidade. “É importante que a família incentive a ludicidade e a curiosidade por meio de histórias, lembranças de vida, bem como oferecer livros aos filhos e, sempre que possível, levá-los a espaços de promoção de leitura”, afirma Lindsay.

Todos os dias são realizadas leituras para as crianças e, após a familiarização com a atividade, as crianças são convidadas a realizar recontos orais das histórias apresentadas. Após essa etapa é realizada uma produção textual tendo a professora como escriba.

A professora conta que sempre é escolhida uma personagem para iniciar a produção coletiva. Conforme o texto vai ganhando corpo, com a contribuição das crianças, a professora vai realizando o registro das ideias.

Para o encerramento deste projeto, está prevista a organização dos textos produzidos pelas crianças em um livro, que será compartilhado com toda a comunidade escolar.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
1 2 3 1.299