Notícias

18ª Semana de Alfabetização do MOVA SP celebra 100 anos de Paulo Freire

Ação realizada pela SME prevê atividades que discutem a educação popular e suas especificidades

Publicado em: 14/09/2021 20h02 | Atualizado em: 21/09/2021
Imagem de fundo escuro nos tons preto e grafite com o texto "18ª Semana de Alfabetização Mova SP - 100 anos de Paulo Freire: Educação Popular e o seu legado - MOVA SP e suas especificidades".

A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, por meio da Divisão de Educação de Jovens e Adultos (DIEJA), realiza a 18ª Semana de Alfabetização MOVA SP. Neste ano, para celebrar o centenário de Paulo Freire, o tema é “100 anos de Paulo Freire: Educação Popular e seu legado – MOVA SP e suas especificidades”. As atividades acontecem nos territórios da capital com a participação de educadores e educandos do Movimento de Alfabetização e profissionais da rede que conversam sobre a educação popular  e a alfabetização de jovens e adultos.

O Movimento de Alfabetização de São Paulo (MOVA) é uma importante ação de alfabetização popular na cidade, a qual trabalha ativamente na alfabetização de jovens e adultos. Atualmente, a Rede Municipal de Educação de São Paulo possui mais de 10 mil educandos matriculados em 530 turmas. As salas são criadas em áreas mais vulneráveis da capital.

A organização do evento foi realizada de forma conjunta em diversas reuniões com a participação da SME, das Divisões Pedagógicas (DIPEDs) e lideranças do MOVA. Estes levaram as pautas das conversas para os seus pares nas reuniões do Fórum do MOVA SP. Somente após esta consulta, é que voltaram para a reunião de fechamento com a definição do tema, a indicação dos participantes do movimento e dos convidados especiais.

As atividades serão realizadas de forma remota com transmissões ao vivo e reuniões pelo Meet. A programação do evento conta com integrantes do próprio MOVA que compartilham suas experiências, educandos que declamam poesias e o hino do MOVA, relatos de prática, entre outros.

Lives

Na próxima sexta feira (17), às 19h, acontece a live de encerramento no canal do YouTube DIEJA. A programação terá como convidadas Jancira Torres P. Landim, da Associação Cantareira, DRE Freguesia /Brasilândia, Terezinha Balbina da Conceição Santos, da Associação do Jardim Guarani, DRE Freguesia/Brasilândia, Raquel R. dos Santos, da DIEJA, e como convidada especial Milena Marques Micossi, da Coordenadoria Pedagógica da rede Municipal de Ensino de São Paulo. A mediação ficará por conta de Claudio Bispo e Adriana Fernandes, da DIEJA.

A live de abertura foi realizada dia 11/09 e teve cerca de mil visualizações no canal do YouTube. A participação especial ficou por conta de Carlos Rodrigues Brandão, da UNICAMP e educador popular há mais de 60 anos.

As transmissões ao vivo foram organizadas pela Divisão de Educação de Jovens e Adultos e Diretorias Regionais de Educação (DREs) com convidados especiais que conversam sobre a educação popular e suas experiências, e também falam sobre a educação em tempos de pandemia e todos os desafios enfrentados nesses dois anos.

Outras edições

Tradicionalmente, em anos anteriores à pandemia de covid, a abertura da Semana acontecia no Auditório do Anhembi com a participação das lideranças, coordenadores, educadores e educandos do MOVA SP. Durante a Semana ocorriam mostras, cinema, bailes e até teatro no CEU. Em 2020, por conta da pandemia, o evento não foi realizado.

Leia a notícia do último evento realizado em 2019: “Movimento Popular de Alfabetização completa 30 anos”.

Movimento de Alfabetização de São Paulo (MOVA)

O MOVA é uma parceria entre a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e organizações da Sociedade Civil, com a proposta de estabelecer classes de alfabetização inicial para combater o analfabetismo, oferecendo o acesso à educação de forma a contemplar as necessidades e condições dos jovens e adultos.

As salas do MOVA estão instaladas em locais onde a demanda por alfabetização é grande. Geralmente as aulas são dadas em associações comunitárias, igrejas, creches ou empresas. Depois de alfabetizados, os alunos são orientados a dar continuidade aos estudos em escolas públicas de São Paulo.

Conheça mais sobre a Educação de Jovens e Adultos da SME-SP.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 1.212