Notícias

Zona Sul ganha mais um polo do projeto Portas Abertas: Português para Imigrantes

Nova turma foi aberta no CIEJA Clovis Caitano Miquelazzo, no Parque Bristol

Publicado em: 04/09/2023 17h43 | Atualizado em: 04/09/2023

Ilustração com diversas pessoas de diferentes etnias e o texto Portas Abertas - Português para migrantes

No dia 23 de agosto de 2023, no Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) Clovis Caitano Miquelazzo, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Ipiranga, foi inaugurado um novo polo do projeto Portas Abertas: Português para Imigrantes. O projeto é uma iniciativa conjunta entre a Secretaria Municipal de Educação (SME) e a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), com o objetivo de oferecer cursos de português gratuito, contínuo e distribuído por várias regiões da cidade de São Paulo.

O CIEJA Clovis Caitano Miquelazzo está localizado no Parque Bristol, território periférico da cidade que tem recebido pessoas migrantes de vários países da América Latina. 

Na noite de abertura do projeto, estudantes brasileiros apresentaram poemas que evidenciaram a migração interna, principalmente da região nordeste para São Paulo, realidade muito comum de estudantes da EJA. Os/as estudantes do projeto Portas Abertas apresentaram as bandeiras de seus países de origem – Colômbia, Guiana, Venezuela e Peru – e também apresentaram obras literárias, musicais e mesmo as culinárias desses locais. Todos/as puderam degustar arepas, prato comum nas culinárias colombiana e venezuelana, e a chicha morada, bebida à base de milho roxo comum no Peru. 

Segundo o professor Ewerton Menezes, coordenador geral no CIEJA, a implementação do curso na escola veio ao encontro de uma necessidade que essas pessoas têm apresentado quanto à apropriação da língua portuguesa. “No entanto, mais que aprender nossa língua, queremos que eles se sintam acolhidos em nossa comunidade e seguros para poder viver e compartilhar as culturas que trazem consigo”, completou Menezes. 

Regiane Aparecida dos Santos, professora do projeto, realizou a formação oferecida pela SME e SMDHC em 2022. “Fiquei encantada com a possibilidade do ensino da língua como acolhimento e, desde o início do curso de formação até agora, a experiência não apenas qualifica minha prática docente, mas também a minha experiência humana. Nessa troca, já não tenho certeza se são eles ou eu que aprendo, afirma a professora.” 

Para Carolinne Mendes, responsável pelo projeto na SME, o Portas Abertas pode significar um enriquecimento para a escola que se torna polo. “Enquanto a população migrante se beneficia do aprendizado da nossa língua e cultura, nós também podemos aprender muito com quem vem de fora do país, aprender outros idiomas, conhecer outras culturas e ter uma noção sobre como o Brasil é visto de outros lugares” – ela afirma. 

Sobre o Portas Abertas: Português para Imigrantes

O curso acontece nas unidades da Rede Municipal de Ensino (RME) e é ministrado por professores(as) que passam por uma formação específica. O público-alvo são as comunidades migrantes, de forma geral, e familiares das crianças e jovens estudantes da Rede.  

O projeto Portas Abertas busca garantir os direitos para a população imigrante da cidade de São Paulo, assegurar seu acesso, permanência e aprendizagem na escola, propiciar sua inserção no mercado formal de trabalho e promover sua regularização migratória. O projeto funciona de acordo com o estabelecido na Portaria Intersecretarial SMDHC/SME Nº 0021, de 18 de agosto de 2017 e todos os migrantes podem ter acesso ao curso, não são impeditivos para inscrição: a falta de documentos, a situação migratória (migrante, apátrida, refugiado etc.) ou a nacionalidade.

Clique e saiba mais sobre o Portas Abertas: Português para Imigrantes

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Design Sem Nome (1)

DRE Guaianases promove reunião de organização

Publicado em: 22/02/2024 4h37 - em Diretoria Regional de Educação Guaianases

Imagem dividida em 3 retângulos, cada um com imagens que fazem alusão à símbolos indígenas
Foto de um adulto, com camiseta do Fab Lab, escrevendo em uma lousa branca, crianças acompanhando , tanto em pé, ao lado da lousa, como sentados.

Rede Fab Lab Livre SP abre agenda de oficinas para estudantes e professores da Rede Municipal

Publicado em: 22/02/2024 11h30 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de uma Menina Pintando Com Tinta
Fotografia de jovens em frente ao computador.

CEU São Mateus vai receber campeonatos de Free Fire e EA Sports FC 24

Publicado em: 21/02/2024 10h39 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.426