Notícias

Voluntariado reúne grandes nomes do grafite na Escola Municipal de Ensino Fundamental Coelho Neto

Ação, que aconteceu no último dia 7 de julho, visou ressignificar os espaços e valorizar o graffiti como arte urbana

Publicado em: 15/07/2019 17h26 | Atualizado em: 30/11/2020

grafite_coelho_neto_74x430.jpg

Os alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Coelho Neto, da Diretoria Regional de Educação (DRE) São Mateus aprenderam na prática o que é arte com o projeto “Graffiti School”, cujos objetivos eram introduzi-los ao universo da arte de rua e o reconhecimento das diversas intervenções urbanas com ênfase no Graffiti, sua origem, desenvolvimento e atualidade e conhecer as diferenças entre o Graffiti arte e o bomb (ilegal), além da linguagem verbal utilizada pelos grafiteiros, os processos de criação, os diferentes estilos, além de exercícios práticos que vão desde desenhos em papel até a intervenção em muros da escola.

A consagração do projeto realizado pela Escola aconteceu no último dia 7 de julho, quando um time de 20 artistas do grafite, entre eles Guilherme Ashtma, Credo, Bruno Mota, Bola8, Kueia, Elvis Mourão, Does e Minhau, renomados e conhecidos internacionalmente, participaram de uma ação para a pintura dos muros da escola, que contemplou três ruas do Bairro Parque da Boa Esperança. Os alunos na unidade colaboraram no preparo do mudo para a pintura dos artistas. O evento contou com cobertura de uma equipe do programa Imprensa Jovem.

grafite_3.jpg

“Trazer artistas desse nível, que acreditam na valorização da arte e da cultura foi um marco na EMEF Coelho Neto. Isso mostra que todos, sim, merecem a melhor Educação e o melhor grafite do mundo. E ele está aqui”, disse Jeanini Goretti Beloto Bonazzi, Diretora da EMEF Coelho Neto, reforçando que essa iniciativa só foi possível graças ao apoio de toda a comunidade escolar.

O Projeto foi coordenado pelo professor de Artes, Patrick Toledo, que acredita e defende que o grafite é uma expressão artística de forte apelo cultural e pode transformar os espaços numa galeria a céu aberto. “O projeto vem preenchendo essa lacuna da arte na comunidade e trazendo uma reflexão, emoção de um trabalho artístico que muitas vezes as pessoas não têm o hábito de visitar uma exposição, uma galeria”, disse o professor que finalizou dizendo que o projeto leva as artes visuais para o cotidiano das pessoas da comunidade.

grafite_2.jpg

Durante o desenvolvimento do projeto que aconteceu no primeiro semestre letivo, os estudantes puderam entender o processo criativo do grafite, a construção das letras e um pouco de sua história, a chegada ao Brasil e sua relação com a pichação. Também foram trabalhadas técnicas de desenho e a apresentação dos materiais usados.

Origem — A palavra grafite tem origem na língua italiana (graffiti, plural de graffito) e era utilizado, desde o império romano, para as inscrições feitas em paredes. Atualmente, grafite é uma inscrição caligrafada ou desenho pintado sobre um suporte não convencional, como, por exemplo, os muros das cidades. Por isso, foi visto como contravenção. Agora, é considerado expressão artística urbana. Ou seja, o artista usa espaços públicos para criar.

grafite.1.jpg

Grafite x Pichação – Grafite não é pichação, embora muitos grafiteiros respeitáveis, como os paulistas Otávio e Gustavo Pandolfo – mais conhecidos como Os Gêmeos —, admitam ter começado como pichadores. Essa arte se espalhou pelo mundo a partir do movimento de contracultura de maio de 1968, quando os muros de Paris serviram de suporte para inscrições de caráter poético-político. Atualmente, o grafite é arte exposta até em museus.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

mão feminina preenchendo gabarito de prova de concurso
Imagem de uma professora sentada do chão. Ela segura um caderno com uma figura e mostra para a criança que está em pé em sua frente.

SME amplia em 1.068 o número de cargos para a Educação Infantil Municipal

Publicado em: 03/12/2021 5h08 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem mostra parte do corpo de duas pessoas. Uma está de camiseta cinza e segura em sua mão um termômetro apontado para o pulso da outra.

Programa “POT Volta às Aulas” da SME ganha prêmio do Tribunal de Contas de SP

Publicado em: 02/12/2021 4h55 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com mapa da cidade e meninas e meninos segurando equipamentos de comunicação como câmeras fotográficas, celulares e microfones.

Evento celebra 20 anos de Educomunicação na Rede Municipal de São Paulo

Publicado em: 02/12/2021 4h08 - em Secretaria Municipal de Educação

banner da Virada Esportiva 2021 - Movimente a vida

CEUs terão programação gratuita na Virada Esportiva

Publicado em: 01/12/2021 12h22 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.212