Notícias

Veja como foi a construção do novo Currículo na cidade de São Paulo

Documento compartilha a experiência de atualização e implementação curricular para o Ensino Fundamental a partir da BNCC

Publicado em: 14/08/2019 17h07 | Atualizado em: 30/11/2020

curriculodacidade_740x430.jpg

A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME-SP) compartilha a publicação “O Currículo da Cidade de São Paulo” que traz um relato da experiência paulistana de traduzir as definições da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em um currículo com a cara da rede, além de dar início à sua implementação.

O intuito dessa publicação é compartilhar aprendizagens – sistematizar etapas, detalhar estratégias bem sucedidas, ressaltar fatores críticos e antecipar pontos de atenção que podem ser úteis a outros gestores da educação. A experiência de São Paulo pode oferecer referências a outras grandes cidades e também a redes estaduais, estejam elas nas fases de elaboração ou implementação do currículo à luz da BNCC.

A obra foi elaborada pelo Centro de Excelência e Inovação em Políticas Educacionais (CEIPE), da Fundação Getulio Vargas, em cooperação com a SME-SP e apoio da Fundação Lemann.

Histórico

No dia 15 de dezembro de 2017, a Base Nacional Comum Curricular teve aprovado o seu texto final. Pela primeira vez, o país passou a ter um documento normativo que define o conjunto de conhecimentos essenciais que todos os alunos devem desenvolver, progressivamente, ao longo da Educação Básica. Na mesma data da aprovação da Base Nacional, o município de São Paulo lançou o seu Currículo da Cidade, o novo documento orientador da rede para o Ensino Fundamental. A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo foi uma das primeiras do país a realizar sua revisão curricular à luz da BNCC, levando em conta a 3ª versão da Base Nacional.

A atualização do currículo municipal foi feita durante o ano de 2017 e a implementação teve início logo no início de 2018; sua construção se deu de maneira colaborativa, envolvendo:

  • 13 Diretorias Regionais de Educação (DREs) que compõem a rede, atuando como braços da Secretaria, nas várias regiões da cidade, ao longo de todo o processo.
  • 304 professores que participaram dos Grupos de Trabalho (GTs) para redação do currículo, representando os 31.610 educadores do Ensino Fundamental no município. Quase metade deste total também respondeu a uma pesquisa online para ajudar a compor a estrutura do documento.
  • 43.655 estudantes – 10% do total de alunos do Ensino Fundamental da rede – que, por meio de uma pesquisa, forneceram informações sobre que escola gostariam de ver refletida no currículo.
  • 21 consultores externos que assessoraram a escrita do documento.
  • 8 especialistas (pelo menos) que fizeram a leitura crítica do novo currículo, antes que fosse finalizada a sua redação.

Clique aqui e acesse o documento

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de uma professora escrevendo na lousa.

SME abre inscrições para contratação temporária de professores

Publicado em: 08/08/2022 3h07 - em Secretaria Municipal de Educação

banner com logomarca da FLICEUs Festa Literária dos CEUs

30 CEUS recebem Festa Literária entre os meses de agosto e outubro

Publicado em: 08/08/2022 11h42 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia com o fundo de terra, no centro a muda de uma planta com duas folhas verdes e, ao seu redor, as mão de três pessoas formando um círculo ao seu redor, sobre um pequeno monte de terra.
Fotografia de duas crianças pequenas se alimentando em um ambiente escolar

Práticas da Educação Municipal são apresentadas na Semana da Primeira Infância

Publicado em: 05/08/2022 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Ptrf

Confira aqui os valores do PTRF recebidos pelas escolas municipais em 2021

Publicado em: 05/08/2022 5h37 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.260