Notícias

Trabalho com contos na EMEF Almirante Sylvio Heck aborda bullying e inclusão

Trabalho foi realizado com base no livro “Lobobom”, do professor autor João Carlos de A. Marques

Publicado em: 11/01/2019 9h32 | Atualizado em: 30/11/2020

conto_sylvio_heck_740x430.jpg

Entre agosto e outubro de 2018, as educadoras Vera Santos e Sônia Silva trabalharam com contos maravilhosos na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Almirante Sylvio Heck, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Santo Amaro. Entre eles, foi abordada a obra “Lobobom”, do professor autor João Carlos de A. Marques, que atua na unidade educacional.

O trabalho desenvolvido pelas educadoras com os livros de contos maravilhosos surgiu a partir de atividade com o Caderno da Cidade, com o objetivo de desmistificar estereótipos de princesas perfeitas como padrão de beleza. “A partir desse trabalho, eu e a Sônia pensamos: ‘temos um autor aqui dentro da escola, por que não utilizarmos uma obra dele?’”, explica Vera Santos.

As educadoras, então, passaram a trabalhar o livro “Lobobom”, de João Carlos Marques, com os estudantes do 5º ano. As atividades foram pensadas para terminarem com um chá literário onde o autor seria entrevistado pelos alunos. Foram realizadas rodas de leitura e produzidos textos orais, escritos e releituras em tiras de histórias em quadrinhos, além de vídeos feitos em parceria com a Professora Orientadora de Informática Educativa (POIE), Aline Matos. Também foi trabalhado, em sala de aula, o gênero textual entrevista.

“Além de trabalhar os temas do bullying e da inclusão, a nossa proposta teve a intenção de fazer com que os estudantes acreditem que eles também podem se tornar escritores”, conta Vera.

Para o professor João Marques, a experiência o fez crescer como ilustrador e escrito, tornou consciente alguns dos processos usados na criação do livro e trouxe mais possibilidades criativas e amizades. “A criação de um trabalho de ilustração e literatura, por muitas vezes, não permite que se tenha a resposta de sua efetividade, pelo menos não sob o aspecto da percepção direta dos leitores e eu tive, não apenas na entrevista, mas no decorrer do projeto, respostas deste público, que me fez crescer tanto no âmbito profissional como pessoal”, conta João.

Acesse a galeria de imagens.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de um bebê e uma professora.

Resultados da prova discursiva e classificação prévia de concurso para ATE e PEI são divulgados

Publicado em: 12/04/2024 9h37 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia mostra parte de um rosto feminino com foco na boca em movimento de fala

SME oferece curso voltado à saúde vocal para os educadores da Rede Municipal

Publicado em: 11/04/2024 5h25 - em Secretaria Municipal de Educação

Professora Lívia e várias crianças andando de motoca na Praça da república.
Alunos de Dança Cigana do CEU Formosa posam para foto

CEU Formosa promove aulas gratuitas de dança cigana para comunidade

Publicado em: 11/04/2024 4h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Alunas do CEU Parelheiros participam de aula de Afromix. No palco as professoras conduzem a aula.

CEUs oferecem aulas de dança do Afromix em sua programação

Publicado em: 11/04/2024 11h51 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.438