Notícias

SME promove Seminários Internacionais de Educação Especial e Educação Bilíngue para surdos

Participantes puderam conhecer experiências nacionais e internacionais com base na Educação Inclusiva.

Publicado em: 06/12/2018 18h58 | Atualizado em: 30/11/2020

SEM_ED_ESP_PRINCIPAL_740X430.jpg

Nos dias 3 e 4 de dezembro, a Secretaria Municipal de Educação, representada pelo Núcleo Técnico de Currículo (NTC) e pela Divisão de Educação Especial (DIEE), em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), promoveu no auditório da Uninove do Campus Vergueiro o I Seminário Internacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva e o I Seminário Internacional de Educação Bilíngue para Surdos.

SEM_EDESP_3_740X430.jpg

Por meio de palestras, conferências, mesas-redondas e apresentações culturais, os participantes puderam refletir sobre as discussões relacionadas à área da Educação Especial e conhecer experiências nacionais e internacionais com base na Educação Inclusiva. Todas as atividades contaram com intérpretes de Libras e audiodescrição.

O Seminário contou com a participação de professores especialistas nacionais e internacionais, professores de educação infantil, professores de educação infantil e ensino fundamental I, professores de ensino fundamental II e médio, coordenadores pedagógicos, diretores de escola, supervisores escolar, Instrutores de libras, Intérpretes e guias-intérprete de libras que atuam com bebês, crianças, jovens e adultos com deficiência.

Para iniciar o evento, estudantes surdos e estudantes ouvintes da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professora Cândida Dora Pino Pretini, Polo de Educação Bilíngue do CEU São Rafael, realizaram uma apresentação cultural.

SEM_EDESP_1_740X430.jpg

Em seguida, a diretora responsável pela unidade, Liliane Rodrigues Lucarini, comentou sobre a importância da escola para os estudantes. “Esses estudantes estão em uma escola inclusiva e de qualidade, que proporciona a eles a construção da cultura e não a diferenciação de culturas. Assim eles podem construir conhecimentos, se olhando como diferentes e se valorizando como iguais e importantes”, afirmou Liliane.

Após a fala da diretora, houve a execução do vídeo, produzido pela TV INES, com o hino nacional brasileiro interpretado em Libras por Bruno Ramos.

A oficial de projetos do setor de Educação da UNESCO no Brasil, Mariana Alcalay, abordou a importância do Seminário. “Esta ação faz parte de um esforço coletivo para que as pessoas com deficiência possam estar de fato incluídas nas escolas, na vida pública e social, não apenas do ponto de vista de acessibilidade, mas de inclusão”, disse Mariana.

Posteriormente, o Secretário Municipal de Educação, Alexandre Schneider, ressaltou o compromisso com a educação inclusiva. “Trabalhamos a educação inclusiva não como algo a mais na escola, mas como algo que está no processo pedagógico de toda unidade escolar e no nosso trabalho cotidiano como servidores públicos”, observou o Secretário.

SEM_EDESP_2_740X430.jpg

Em seguida, o público pôde participar da Conferência I, com o tema “Inovações na Educação Especial na consolidação da Educação Inclusiva: a experiência de Portugal, Espanha e Brasil”, que contou com a participação da Professora Dra. Maria Cândida Del Masso (mediadora), Professora Dra. Luzia Lima Rodrigues (Portugal), Professor Dr. Eladio Sebastián Heredero (Espanha) e da Professora Dra. Enicéia Gonçalves Mendes (Brasil).

No período da tarde, as atividades foram retomadas com a proposição de mesa-redonda com os seguintes temas:

  • O bebê e a criança com TEA nos espaços educacionais: desafios e perspectivas;

Palestrantes: Professora Dra. Maria Eugênia Pesaro, Professora Dra. Marise Bastos e a Professora Maria da Paz Castro. 

  • Estudantes com Altas Habilidades/Superdotação na Educação Básica: desafios e possibilidades de uma escola inclusiva;

Palestrantes: Professora Dra. Vera Lúcia Messias Fialho Capellini e Professora Dra. Ângela Magda Rodrigues Virgolim.

  • Os jovens e os adultos com deficiência e o direito à aprendizagem.

Palestrantes: Professora Doutora Maria Cândida Del Masso e Profa Mª Sandra Paula Batistão.

Na segunda etapa da parte da tarde, houve a Conferência II para falar sobre “Avaliação e Inclusão Escolar do estudante com deficiência: a experiência da Espanha e Brasil”.

Conferencistas: Professor Dr. Eladio Sebastián Heredero (Espanha) e Professora Dra. Sandra Maria Zákia Lian Sousa (Brasil).

Segundo dia – No segundo dia, aconteceu o I Seminário Internacional de Educação Bilíngue para surdos.

Os estudantes da Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Helen Keller, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Ipiranga, deram início às atividades realizando uma apresentação cultural com o tema “Performance Slam, ‘Nada sobre nós’”, sob a coordenação dos Professores Marcos Medeiros e Sandra Farah.

Em seguida, o Professor Marcos foi convidado para falar sobre as ações realizadas na escola com os estudantes. “Temos incentivado os estudantes a se apropriarem dos espaços públicos, principalmente em relação aos eventos culturais com acessibilidade. Existem projetos na escola que incentivam a busca pela interação e apropriação dos espaços públicos na cidade”, explicou Marcos.

Após a apresentação, a Coordenadora da Coordenadoria Pedagógica (COPED) da SME, Minéa Fratelli, comentou sobre o trabalho desenvolvido nas escolas, “O que temos na rede é um trabalho de muita qualidade, feito diariamente por estudantes e educadores nas escolas e coordenado pela equipe de Educação Especial da Secretaria”, observou Minéa.

Posteriormente, o Diretor do Núcleo Técnico de Currículo da SME, Wagner Palanch, realizou uma apresentação sobre os conceitos e princípios elencados no Currículo da Cidade. “O currículo da rede tem o propósito de formar pessoas autônomas e responsáveis por meio de um projeto de vida social e profissional”, relatou Wagner.

Após as falas de abertura institucional, aconteceu a Conferência I, intitulada “Educação Bilíngue: a experiência do Chile, Brasil e Espanha”, mediada pelo Professor Dr. Felipe Venâncio Barbosa que contou com a participação das Professoras Dras. Andrea Pérez Cuello (Chile) e Cristina Broglia Feitosa de Lacerda (Brasil).

Na parte da tarde, houve a mesa-redonda composta pela Professora Dra. Tatiana Bolivar Lebedeff (mediadora), Professora Dra. Neiva de Aquino Albres e pela Professora Priscilla Roberta Gaspar, com o tema “Intérprete educacional e instrutor de Libras: formação e prática em sala de aula”.

Dando sequência às atividades do Seminário, a segunda Conferência promoveu discussão sobre a temática: “Currículo Bilíngue: Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa para Surdos”. A Professora Dra. Neiva de Aquino Albres atuou como mediadora das apresentações dos Professores Felipe Venâncio Barbosa (USP), Professora M.ª Sylvia Lia Grespan Neves (Faculdade Santa Casa) e da Professora Dra. Tatiana Bolivar Lebedeff (Universidade Federal de Pelotas).

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Estudantes sentados na quadra jogando vôlei sentado.

DRE São Miguel realiza 1º Festival de Vivências Paralímpicas

Publicado em: 07/12/2022 8h24 - em Diretoria Regional de Educação São Miguel

Imagem onde se lê

SME realiza I Congresso de Educação em Gênero e Diversidade

Publicado em: 07/12/2022 8h18 - em Secretaria Municipal de Educação

imagem com o texto Esse Lugar Que Tanto Amo

Embaixada da França promove ações voltadas para profissionais da educação

Publicado em: 06/12/2022 4h24 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia mostra 5 estudantes sentados. Na frente deles há um tecido no chão, com cestas com frutas de brinquedo e livros em cima

Escola da Rede Municipal de SP monta barraca literária em feira livre

Publicado em: 06/12/2022 3h57 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de uma estudante negra, ela está concentrada escrevendo no livro sobre sua mesa.

Está aberto período de inscrição para estudantes do Ensino Fundamental e Médio

Publicado em: 05/12/2022 12h43 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.302