Notícias

SME inicia atividades da IV Mostra Cultural Novembro Negro

Tema gerador das atividades deste ano é o escritor carioca Lima Barreto e sua obra.

Publicado em: 04/09/2018 15h52 | Atualizado em: 30/11/2020

IV_Mostra_Novembro_Negro_740_x_430.jpg

O Museu da Imagem e do Som (MIS) sediou nesta sexta-feira, 27 de outubro, a abertura da IV Mostra Cultural Novembro Negro nos CEUs. O evento contou com a palestra da Prof.ª Dr.ª Lilia Moritz Schwarcz, historiadora e autora do livro biográfico ‘‘Lima Barreto: triste visionário’’.

A ação marca o início das atividades do Novembro Negro, iniciativa da Secretaria Municipal de Educação (SME) com o apoio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC), que pretende valorizar as influências culturais de matriz africana para a formação da cultura brasileira, além de promover o debate acerca das diferentes manifestações culturais que envolvem a nossa cultura. Neste ano o tema gerador das atividades é o escritor carioca Lima Barreto e sua obra.

A abertura contou com a presença da Coordenadora da Coordenadoria Pedagógica da Secretaria Municipal de Educação (SME) Leila Barbosa Oliva. Em sua fala, destacou a importância de valorizar personalidades negras que fazem parte da história cultural do Brasil. “Acreditamos que a invisibilidade das minorias, especialmente falando da negritude do nosso país, deve ser combatida, e uma das formas de acabarmos com esta invisibilidade é trazendo luz e conhecendo cada vez mais personagens importantes da nossa história que são negros”, enfatiza Leila.

A Diretora do Núcleo de Educação Étnico-Racial, Vera Lúcia Benedito, falou da importância de dar luz ao trabalho do escritor. “Eu não estudei Lima Barreto na minha graduação, fui descobrindo o Lima Barreto por meio da militância cultural, nos anos 80, e encontrei uma pessoa fantástica. Perceber que ele escreveu há tantos anos e ver que seu conteúdo ainda reverbera. Ele era uma pessoa fantástica e que vive dentro de nós com o que escreveu. Mas o mais interessante é que a vida dele é marcada por um período muito transformador da história brasileira, ele nasceu sete anos antes da abolição da escravatura e faleceu meses depois da realização da Semana de Arte Moderna em São Paulo”, disse Vera.

A palestrante Lilia Moritz Schwarcz falou sobre a sua pesquisa que resultou no livro “Lima Barreto: triste visionário”. A autora mostrou o mergulho que fez na obra de Afonso Henriques de Lima Barreto, a partir do seu olhar de antropólogico e historiador, durante mais de 10 anos. Citou livros e contos do escritor carioca, mostrando as relações entre contexto biográfico e sua criação literária que, por muitas vezes, professava suas ideias políticas e sociais à frente de seu tempo, com críticas contundentes ao racismo, que sentiu na própria pele, e outras mazelas crônicas da sociedade brasileira.

Acesse a galeria de fotos.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Curso Ceu Vila Rubi

CEU Vila Rubi oferece cursos de capacitação e empreendedorismo

Publicado em: 09/02/2024 3h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Obras Emei Jorge Jonas
fotografia mostra parte de um rosto feminino com foco na boca em movimento de fala

SME oferece curso voltado à saúde vocal dos educadores da Rede Municipal

Publicado em: 08/02/2024 4h22 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotos das pessoas na rua com o Bloco Pé Do Padre.

EMEF Mara Cristina Tartaglia Sena festeja a 4ª edição do Bloco Pé do Padre

Publicado em: 08/02/2024 3h27 - em Secretaria Municipal de Educação

Foto com todos que participaram do evento junto com os dois jogadores da NFL.

Atletas da Liga Nacional de Futebol Americano visitam projeto no CEU Paraisópolis

Publicado em: 08/02/2024 2h00 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 4 5 6 1.426