Notícias

Sheila Varoli

Professor Autor

Publicado em: 21/06/2017 11h13 | Atualizado em: 30/11/2020

SHEILA.jpg
A 3ª pessoa do singular
Focus Editora, 2005
Freqüentemente nos perguntamos por que nossos jovens lêem tão pouco.
A educadora Sheila Varoli recorre à linguagem juvenil para atrair os jovens à leitura. O livro “A 3ª pessoa do singular” transcende preconceitos e perpetua uma história que é um pouco dela e de quase todas meninas e meninos de quinze anos. O relato romântico invade e desvenda um universo quase secreto: o das paixões da adolescência. Ao abordar a gravidez precoce, a autora dá subsídios para a discussão mais do que necessária com uma garotada que inicia a vida sexual cada vez mais cedo.

sheila varoli.jpg
Um Beijo Por Todos Esses Anos
Bookess Editora
1ª ediçã
o

A adolescente Daniela tem na amizade com a Amanda, a sua maior riqueza. Até conhecer Rodrigo, que estuda na escola da Amanda e por quem a amiga é perdidamente apaixonada. Entre conflitos interiores, Daniela luta contra o amor que passa a sentir ao conhecer Rodrigo e sua lealdade à amiga. Daniela é uma típica menina de classe média que estuda em um excelente colégio de São Paulo e que mora com os pais e uma irmã. Pode parecer a quem a conheça superficialmente que ela tem a vida perfeita, mas a narrativa vai se desenrolando e apresentando um quadro de abandono. A mãe, sempre preocupada com sua vida social e seus próprios problemas, deixa as meninas aos cuidados do pai, que também não desempenha esse papel com responsabilidade. Em meio a esse convívio de aparências em que vivem seus pais, Daniela busca viver sob seus próprios valores e a garantir que sua amizade com Amanda seja preservada. Sem amparo e informação, ela envereda-se em um caminho incerto, regado a festas, muita bebida e sua iniciação sexual precoce, deparando-se, por fim, com uma gravidez e com a difícil decisão de fazer ou não um aborto.

sheila2.png

Bookess Editora
1ª edição
 

Olhos de mulher, traz Contos curtos, com histórias onde as protagonistas ou antagonistas, transitam entre universos distintos, nos brindando com histórias, de amor, de desamor, de apego, de ilusões, de farsas, de tabus, mas principalmente, demonstrando que a mulher, em todos os tempos e situações, em que pode ser observada, traz a sina de preencher seus caminhos, com a luta de lembrar a quem lhe cruza o destino, que ela quer ser, ao invés de pertencer.

Sheila Varoli
e-mail: sheilinhaut@gmail.com
DRE Butantã – EMEF João XXIII

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem mostra, em primeiro plano, uma criança se alimentando. Ela está com uma colher na boca e um prato em sua frente. Ao fundo, outras crianças também comendo e funcionarias da escola auxiliando
Programação de dezembro- imigrante e cultura inclusiva

Migração e acessibilidade são eixos centrais da programação dos CEUs em dezembro

Publicado em: 06/12/2021 6h29 - em Secretaria Municipal de Educação

Mão infantil segurando massinha de modelar
mão feminina preenchendo gabarito de prova de concurso

SME convoca candidatos aprovados em lista específica de Negro, Negra ou Afrodescendentes

Publicado em: 04/12/2021 1h30 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem de uma professora sentada do chão. Ela segura um caderno com uma figura e mostra para a criança que está em pé em sua frente.

SME amplia em 1.068 o número de cargos para a Educação Infantil Municipal

Publicado em: 03/12/2021 5h08 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.212