Notícias

Secretaria Municipal de Educação e APAE criam novos núcleos de atendimento em Educação Especial na cidade

Serviço será prestado nos núcleos Central (Ipiranga), Capela do Socorro, Campo Limpo, São Mateus, Itaquera e Pirituba.

Publicado em: 22/10/2015 9h48 | Atualizado em: 30/11/2020
sme_apae_740_x_430.jpg

A Secretaria Municipal de Educação e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo (APAE) assinaram convênio que prevê a criação de novos núcleos que oferecem vagas em Centro de Atendimento Educacional Especializado (CAEE) e Iniciação ao Mundo Trabalho (IMT) em mais três regiões da cidade.

O convênio conta com 690 vagas que antes se concentravam apenas nos núcleos Central (Ipiranga), Capela do Socorro e Campo Limpo. Essas vagas foram descentralizadas e serão ofertadas também em São Mateus, Itaquera e Pirituba.

São 410 vagas para o CAEE, que oferece atendimento no contraturno escolar para os alunos do Ensino Fundamental da Rede, e 280 para IMT, que é voltado para jovens de 15 a 30 anos.

Com a abertura dos novos núcleos, os educandos encaminhados têm facilitado o acesso a esses serviços, pois estão disponíveis na região onde vivem. Outro benefício que a iniciativa traz é ampliação das vagas em IMT nessas regiões, atendendo as necessidades específicas de jovens e adultos com deficiência.

Educação Especial – A Educação Especial oferecida pela Secretaria Municipal de Educação (SME) é comprometida com a melhoria da qualidade social da Educação, gestão escolar democrática e participativa, além de garantir um sistema educacional inclusivo, em que todos possam apreender e construir conhecimento, de acordo com as suas possibilidades, em todas as etapas e modalidades da Educação. Para isso, disponibiliza recursos e estratégias para a remoção de barreiras que possam surgir na interação entre as questões específicas da deficiência dos educandos e o meio escolar onde estão inseridos.

Desde 2004, o município de São Paulo assumiu o compromisso de matricular todos os educandos nas escolas regulares, sem discriminação. Para tanto, têm ampliado desde então as ações de formação e os serviços de apoio destinados ao público alvo da Educação Especial: educando com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e Altas Habilidades/Superdotação. Atualmente, os serviços de Educação Especial estão disponíveis para cerca de 15 mil educandos com deficiência matriculados na Rede.

Direito à aprendizagem – A SME é pautada no princípio de que crianças, adolescentes, jovens e adultos são sujeitos de direitos de aprendizagem. E, portanto, compreende a aprendizagem como direito humano. A partir desta premissa, evidencia-se a necessidade de o processo de reorientação curricular resgatar os objetivos da própria escola pública enquanto lócus não apenas da formação para o desenvolvimento de conhecimentos e habilidades, mas da formação de valores sociais, éticos e de cidadania, devendo basear-se no princípio de respeito e valorização da diversidade e da diferença, de forma a promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.

A Política Municipal de Educação Especial têm como referência a legislação nacional e municipal que versam sobre o direito à Educação, especificamente a Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva (MEC), a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência de 2008 pelos direitos das pessoas com deficiência, o Decreto nº 7.611/2011 sobre o Atendimento Educacional Especializado, as diretrizes para a Política de Atendimento a Crianças, Adolescentes, Jovens e Adultos com Necessidades Educacionais Especiais no Sistema Municipal de Ensino/2004 e a Política de Atendimento de Educação Especial/2010, dentre outros documentos. 

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de três mães amamentando seus bebês. Elas estão sentadas no chão com as pernas cruzadas e tomando sol com eles.

CODAE lança formulário para conceder o Selo CEI Amigo do Peito 2023

Publicado em: 29/05/2023 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de estudantes sentados em suas carteiras fazendo prova.

Rede UniCEU abre processo seletivo para coordenador de polo

Publicado em: 26/05/2023 6h10 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem de fundo cinza com a marca dágua do brasão da Cidade de São Paulo - Educação em branco

Nota à Folha de S.Paulo

Publicado em: 26/05/2023 6h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Foto do corredor da EMEF Laerte Ramos de Carvalho, com exposição de trabalhos sobre causas sociais

EMEF Laerte Ramos de Carvalho promove exposição de trabalhos sobre causas sociais

Publicado em: 26/05/2023 4h00 - em Diretoria Regional de Educação Santo Amaro

Foto de uma professora escrevendo no quadro branco
1 2 3 1.347