Notícias

Sarau feito pela Academia Estudantil de Letras da EMEF Prudente de Moraes incentiva a leitura

Primeira AEL da DRE Ipiranga cria paixão pela leitura e solidariedade entre os alunos.

Publicado em: 08/08/2017 15h43 | Atualizado em: 30/11/2020
nossos_poetas_740_x_430.jpg

No dia 21 de setembro, aconteceu a apresentação de sarau na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Prudente de Moraes. O sarau faz parte da Academia Estudantil de Letras (AEL) da escola, existente desde 2013.

Segundo Nelsi Maria de Jesus, coordenadora do projeto na DRE Ipiranga, a AEL da EMEF Presidente de Morais, cujo nome é Maurício de Sousa, é a primeira da DRE e demonstra a vontade em incentivar a leitura, complementar o trabalho interdisciplinar, corroborar com o protagonismo juvenil e dar voz ao aluno. Além disso, “a Academia trabalha com a cidadania, o respeito e a solidariedade, além de incentivar que o aluno fique mais tempo na escola”, completa.

No sarau, cada aluno interpretou e dramatizou um autor, declamando poemas, lendo contos e crônicas, e contando sua biografia. Entre os autores trabalhados, estavam Machado de Assis, Cecília Meireles, Castro Alves e Vinícius de Moraes. Após a apresentação, os participantes fizeram uma roda, contando com a presença da coordenadora Nelsi, da idealizadora das Academias Estudantis de Letras, Maria Sueli Fonseca Gonçalves, e da professora Janaina Leite, incentivadora da AEL. Nessa conversa, os alunos compartilharam suas experiências, contando que com a AEL eles perderam a timidez e encontraram novas paixões, como a leitura, a escrita e também a atuação.

Nelsi explica que a AEL torna o aluno mais autônomo e crítico, além de criar um sentimento de solidariedade uns com os outros, principalmente para criar apoio durante as apresentações. “Só para dar um exemplo: no sarau, uma aluna estava muito nervosa durante sua apresentação. Para ajudar, uma colega subiu no palco e apresentou junto com ela, para encorajá-la”, conta. Para criar mais Academias nas escolas da DRE Ipiranga, a ideia é que a coordenadora converse com os educadores para dar instruções de como criar uma AEL, informando sobre o projeto.

O sarau foi uma amostra do que acontecerá no dia 19 de Novembro, quando os novos membros da Academia Estudantil de Letras Maurício de Sousa oficialmente tomarão posse de suas cadeiras. O evento acontecerá na Academia Paulista de Letras e, segundo Nelsi, será um marco grandioso para a AEL Maurício de Sousa.

Academia Estudantil de Letras – A AEL é formada por alunos que tenham interesse em participar e também por um professor de Estudos Literários e um de Artes Cênicas, que acompanha o grupo para elaborar peças e apresentações. Tanto alunos do Ciclo Interdisciplinar quanto do Ciclo Autoral podem participar da Academia. São duas horas de aula semanais sobre estudos literários, além das aulas de teatro, e sempre em contraturno escolar, ou seja, fora do período de aula normal.

“A AEL nasceu de um sonho, de um ideal muito grande. O projeto se espelha, no primeiro momento, na Academia Brasileira de Letras, nas academias oficiais, e foi delas que tirei o modelo desse trabalho acreditando na literatura como força motivadora, uma força transformadora que resgata valores e estimula o gosto pela leitura. Verificamos o avanço indiscutível na aprendizagem dos alunos, no exercício do protagonismo infanto-juvenil, na melhoria do convívio escolar e familiar, na edificação da autoestima como elemento de valorização humana por meio da leitura”, relatou a professora Maria Sueli Fonseca Gonçalves, idealizadora do projeto, que nasceu em 2005 na EMEF Padre Antônio Vieira, da Diretoria Regional (DRE) da Penha.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
1 2 3 1.299