Notícias

Salas de cinema na periferia atraem mais de 250 mil pessoas

Das 18 salas do Circuito Spcine, 15 estão localizadas em CEUs com sessões gratuitas

Publicado em: 17/11/2016 17h42 | Atualizado em: 30/11/2020

spcine_cinema_na_periferia_740_x_430.jpg

Com apenas sete meses de funcionamento as salas públicas de cinema implantadas pela Prefeitura de São Paulo já atraíram mais de 250 mil pessoas, em especial nos espaços instalados em bairros mais periféricos, dentro dos Centros Educacionais Unificados (CEU). Os dados fazem parte de um balanço apresentado na tarde desta quarta-feira (16) pela Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo (Spcine) durante a Expocine 2016, que acontece no Centro de Convenções Frei Caneca.

Das 18 salas do Circuito Spcine, 15 estão localizadas em CEUs com sessões gratuitas. São cinco cinemas na zona leste, cinco na região sul, três na zona oeste e duas na região norte. As outras três salas ficam localizadas na região central e oferecem sessões a preços populares.

Todos os espaços contam com equipamentos de projeção digital Christie 2D/2K, capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens e sistema de som Dolby 5.1, importados do Canadá, com tecnologia de ponta. Segundo o levantamento apresentado, já foram realizadas mais de 4 mil sessões de filmes nacionais e internacionais, trazendo público com pouco acesso à sétima arte para dentro do cinema.

Outras duas novas salas serão abertas até o final deste ano, uma delas em Cidade Tiradentes. “Devemos tomar essas 20 salas não como uma meta alcançada, mas como o começo de um processo de construção de uma rede de salas públicas. Esse é um investimento muito barato pelo retorno que dá. Mesmo com os passos mais lentos por conta da crise, se projetarmos , daqui dez anos, entregar de seis a dez salas por ano, vamos constituir uma rede de salas que vai ser fundamental para diversificação de público e para a abertura de oportunidade para os grandes cineastas que temos em São Paulo e aqueles que virão”, afirmou o prefeito Fernando Haddad.

“Essas salas não ficam devendo a nenhuma sala comercial do Brasil. Fizemos questão de garantir a experiência de excelência cinematográfica e de programação, com quase 4.200 sessões, o que exige uma engenharia de complexidade sem precendentes”, disse o diretor-presidente da Spcine, Alfredo Manevy.

Estiveram presentes no evento a secretária municipal da Cultura, Maria do Rosário Ramalho, a vice-prefeita e secretária de Educação, Nádia Campeão, e a primeira-dama, Ana Estela Haddad.

Circuito Spcine – É um projeto da Prefeitura de São Paulo que tem o objetivo de levar a experiência do cinema a todas as regiões da capital paulista, sobretudo as não atendidas ou pouco atendidas por salas oficiais de cinema, ampliando a oferta de espaços para exibição de filmes.

Confira a programação clicando aqui.

Salas de cinema na periferia atraem mais de 250 mil pessoas e são a maior rede pública metropolitana do mundo.  

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de professor escrevendo em lousa escolar

Prefeitura de SP abre cadastro para professores de Educação Infantil, Fundamental e Médio

Publicado em: 29/11/2021 5h38 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem mostra um celular sendo segurado por uma pessoa e outra mostrando um cubo ao fundo. Abaixo, um fundo verde e bege com o texto

SME realiza 2ª Semana de Tecnologias com palestras e oficinas

Publicado em: 29/11/2021 4h44 - em SME/NTC/NEER

Banner Dezembro Migrante

Dezembro Migrante contará com lives formativas para educadores

Publicado em: 29/11/2021 2h43 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia da cantora Monica Salmaso usando chapéu de caipira

Estudantes e educadores são convidados a participar de workshop online com a cantora Mônica Salmaso

Publicado em: 29/11/2021 11h59 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem mostra três meninos brincando em um brinquedo inflável e sendo molhados por um jato de água.
1 2 3 1.210