Notícias

Projeto AEL promove curso sobre música e literatura para educadores

Por meio da história da MPB, formação abordou processos sociais e literários ocorridos no país nos últimos cem anos

Publicado em: 08/08/2017 15h36 | Atualizado em: 04/05/2021

musica_literatura_educadores_740_x_430.jpg

Durante os meses de abril e maio, professores da Rede Municipal de Ensino (RME) de São Paulo tiveram a oportunidade de participar do curso “Presença da Literatura na Música Brasileira”, promovido pelo Projeto Academia Estudantil de Letras (AEL) da Secretaria Municipal de Educação.

A formação possibilitou aos cerca de 250 participantes a percepção das reverberações dos processos sociais e literários ocorridos no país ao longo dos últimos cem anos, a partir da história da música popular brasileira (MPB) em suas diversas formas de expressões e compositores.

Samir Mustapha, coordenador da AEL na Diretoria Regional de Educação (DRE) Penha, foi o idealizador do curso. Em cada encontro, ele repertoriou os participantes com diferentes compositores e movimentos e destacou os vínculos com a literatura.

O curso abordou obras de diferentes décadas. Mostrou aspectos das primeiras expressões musicais originalmente brasileiras, como o samba. Destacou os poemas musicados inspirados na literatura e as músicas infantis ao longo do tempo. Noel Rosa, Lupicínio Rodrigues, Lamartine Babo e outros compositores foram exemplos de autores brasileiros entre a década de 30 e 50.

MPB – Os participantes também aprenderam que entre as décadas de 50 e 60, a Bossa Nova, a Tropicália e os festivais cristalizaram o termo MPB, com as composições de Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Ataulfo Alves, Chico Buarque, entre outros. Na década de 70, a música brega, a sertaneja e a caipira ganharam o Brasil e os movimentos de música como resistência foram celeiros para o crescimento de grandes nomes da música, como Caetano Veloso, Milton Nascimento, Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Taiguara e Belchior. A partir dos anos 80 até os dias atuais, o rock e o rap tiveram suas expressões no som criadas por nomes como Legião Urbana, Titãs, Arrigo Barnabé, Cazuza, Itamar Assunção, Premê, Marisa Monte e Chico César.

Além dos conhecimentos históricos e literários adquiridos sobre o tema, os participantes tiveram a oportunidade de vivenciar momentos de apreciação musical. No decorrer dos encontros, artistas que estão no circuito musical alternativo na cidade de São Paulo foram convidados para apresentações de seus trabalhos autorais, como os cantores e compositores Edvaldo Santana, de São Miguel Paulista, e Camila Brasil, da zona sul de São Paulo. A artista ganhou visibilidade a partir das suas participações nos Saraus do Binho, famoso em sua região.

musica_literatura_educadores_II_740_x_430.jpg

No último dia do curso, alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Jean Mermoz, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Ipiranga, apresentaram sua Orquestra de Câmara, sob a regência do Professor Jemmeny Yuri e os alunos da AEL Cora Coralina, da EMEF Luís Washington Vita, fizeram apresentação musical e de dança com base em canções brasileiras.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem mostra três meninos brincando em um brinquedo inflável e sendo molhados por um jato de água.
Estudante é vacinada em escola municipal

Saúde inicia vacinação de adolescentes em escolas da rede pública de SP

Publicado em: 25/11/2021 5h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudantes e professores em atividade na EMEF Amorim Lima

Estudantes da EMEF Amorim Lima realizam exposição sobre poluição luminosa

Publicado em: 24/11/2021 4h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Professora de ensino fundamental em sala de aula

SME vai contratar 6.889 professores para diversas funções

Publicado em: 24/11/2021 2h15 - em Secretaria Municipal de Educação

banner de divulgação da VI Jornada Pedagógica

Profissionais da Educação Infantil participam da VI Jornada Pedagógica

Publicado em: 24/11/2021 11h39 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.210