Notícias

Prefeitura promove revisão de valores do programa Vai e Volta

Medida contempla o valor do transporte de aluno cadeirante e adicional de distância, além do reajuste contratual pelo IPC-FIPE

Publicado em: 23/05/2016 16h20 | Atualizado em: 30/11/2020
reuniao_com_condutores_740_x_430.jpg

A Prefeitura de São Paulo tomou três medidas que tornam ainda mais atrativa a prestação de serviços pelos condutores do Programa Vai e Volta na cidade. Em junho, com efeito retroativo a partir de maio, os condutores vão receber reajuste contratual anual, conforme variação do IPC-FIPE no período, que foi de 10,0281%. Com isso, o valor corrigido para o transporte de aluno cadeirante, também ajustado em 75%, sobe dos atuais R$ 775,95 para R$ 1.494,10 O transporte dos alunos não cadeirantes, que hoje é de R$ 155,19, passará a ser de R$ 170,75.

Adicional de distância – Para os alunos que residem a partir de 6 km da escola onde estão matriculados, a Prefeitura concederá adicional de distância no valor de R$ 5,69 por quilômetro e por criança transportada. O parâmetro para o cálculo da distância será o endereço da criança. A rota do veiculo escolar será a indicada pelo Google Maps. Esse adicional se aplica ao transporte de todos os educandos, inclusive ao do aluno cadeirante.

Por conta da necessidade de implementação dos cálculos de distância, por parte do DTP/SMT e SME, o pagamento será feito em até 90 dias, mas com efeitos financeiros a partir de maio. 

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.213