Notícias

Nutrir nas Escolas começa formações em São Paulo

Curso realizado pela CODAE em parceria com a Nestlé tem inscrições lotadas

Publicado em: 22/06/2016 17h15 | Atualizado em: 30/11/2020

Começaram neste mês as formações em São Paulo (SP) da edição de 2016 do Nutrir nas Escolas, iniciativa do Programa Nestlé Nutrir Crianças Saudáveis realizado pela Fundação Nestlé Brasil em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Professores, educadores físicos, gestores, auxiliares técnicos de educação (ATE), cozinheiros e nutricionistas de 13 Diretorias Regionais de Educação (DRE) participam das formações, que têm como tema educação alimentar e nutricional, hortas pedagógicas e prática de atividades físicas nas escolas. Os participantes também recebem orientações para aplicar os desafios propostos pelo Nutrir em suas escolas.

A primeira formação, realizada com educadores da DRE Guaianases no dia 9 de junho, foi muito concorrida. As 50 inscrições foram totalmente preenchidas. De acordo com a cogestora da DRE Guaianases, Nilza Machado, um dos motivos dessa grande procura foi a repercussão do trabalho realizado pelas escolas que participaram do Nutrir em 2014, em sua maioria, EMEIs. “As EMEFs também estão se mobilizando e mudando a postura em relação à educação alimentar, com um olhar para a alimentação escolar que vai além da merenda”, afirma.

Nilza comenta que o retorno que recebeu dos professores sobre a formação foi ótimo. Ela destaca a apresentação do “Guia alimentar para a população brasileira” e dos dez passos para uma alimentação adequada e saudável, realizada pela bióloga Maluh Barciotte. “Isso nunca tinha sido falado em uma formação na DRE, ainda mais aliado ao tema da prática de atividades físicas”, diz a cogestora, mencionando a segunda apresentação da formação, realizada pelo educador físico Gustavo Hesselbach. “É algo que contribui para que os educadores aperfeiçoem seus próprios hábitos. Enquanto os professores não mudarem sua postura, é difícil mudar a dos alunos. Tem que estar convencido do que está falando”, acrescenta.

A expectativa de Nilza para esta edição do Nutrir é que as escolas se movimentem e comecem a pensar tanto no espaço dedicado à alimentação quanto em mudanças curriculares, além de valorizar mais os cozinheiros e cozinheiras. “É um programa que não envolve um só professor, tem que mobilizar toda a comunidade escolar”, enfatiza.
O Nutrir se dará em duas fases, ao longo dos meses de junho e agosto. Serão realizadas formações em diversas DREs de São Paulo.

Cada formação é seguida por desafios que os participantes devem realizar em suas respectivas escolas. Os desafios consistem em tarefas diversas, incluindo incentivar o consumo de água entre os alunos, preparar receitas com alimentos saudáveis pouco apreciados e promover atividades físicas. A forma de atingir esses objetivos fica a cargo dos próprios participantes e cada desafio realizado acumula pontos. Ao fim do curso, as melhores iniciativas receberão prêmios no valor de 3 mil reais.

Mais informações acesse: nutrirnasescolas.com.br.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem mostra três meninos brincando em um brinquedo inflável e sendo molhados por um jato de água.
Estudante é vacinada em escola municipal

Saúde inicia vacinação de adolescentes em escolas da rede pública de SP

Publicado em: 25/11/2021 5h23 - em Secretaria Municipal de Educação

Estudantes e professores em atividade na EMEF Amorim Lima

Estudantes da EMEF Amorim Lima realizam exposição sobre poluição luminosa

Publicado em: 24/11/2021 4h32 - em Secretaria Municipal de Educação

Professora de ensino fundamental em sala de aula

SME vai contratar 6.889 professores para diversas funções

Publicado em: 24/11/2021 2h15 - em Secretaria Municipal de Educação

banner de divulgação da VI Jornada Pedagógica

Profissionais da Educação Infantil participam da VI Jornada Pedagógica

Publicado em: 24/11/2021 11h39 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.210