Notícias

Mais de 1 milhão de estudantes entram em férias na Rede Municipal de Ensino

Retorno das aulas acontecerá no dia 5 de fevereiro de 2020

Publicado em: 18/12/2019 9h22 | Atualizado em: 06/08/2021
Imagem com um grupo de alunos posando para foto sobre um gramado.

2019 chega ao fim para os estudantes da Rede Pública da cidade de São Paulo. Mais de 1 milhão de estudantes, de mais de 4 mil unidades escolares, entram em férias em janeiro, assim como boa parte dos 77 mil educadores. O ano encerra-se com 200 dias letivos e o calendário de atividades, do Infantil ao Ensino Médio, vai até 20 de dezembro.

O ano foi de avanços na rede com a expansão de vagas, diminuição da fila de espera, sobretudo na Educação Infantil, entrega de novas unidades, melhorias em questões relacionadas à acessibilidade, aquisição de novos recursos tecnológicos, inovações na alimentação e o recebimento de um último repasse de verbas pelas escolas ainda em dezembro. Diversas outras ações também trouxeram resultados positivos, em constante aprimoramento das questões pedagógicas ligadas à atualidade.

As unidades voltam ao atendimento em 2 de janeiro, sem aulas, mas à disposição do público, com funcionamento regular para procedimentos de matrícula, esclarecimento de dúvidas e atividades internas.

Os órgãos administrativos da Secretaria e as Diretorias Regionais de Ensino, DREs, porém, tem funcionamento normal nas semanas de Natal e Ano-novo, exceto nos dias 24, 25, 31 e 1. Em janeiro o expediente é regular também.

Ainda em janeiro, no período de 13 a 24, ocorre o Recreio nas Férias, nos Centros Educacionais Unificados, CEUs, e em outros locais credenciados pela cidade. O tema é “Brincadeira é coisa séria!” e traz atividades de recreação para estudantes de 4 a 14 anos. A última edição, em julho, atendeu 20 mil jovens e crianças.

O início do ano letivo de 2020 está previsto em calendário para dia 5 de fevereiro. A carga horária anual continua sendo de 800 horas, no mínimo, com pelo menos 200 dias de efetivo trabalho educacional. Muitas unidades aproveitam este primeiro momento para realizar uma reunião de acolhimento, com apresentação dos espaços e especificidades da unidade.

Cada gestão define as questões que melhor atendam a comunidade, como no Ensino Infantil, por exemplo, onde se houver necessidade, pode haver um período de adaptação com horários reduzidos para as crianças de 4 anos, que chegam dos Centros Educacionais Infantis, CEIs. A direção define também as datas de Reunião de Associação de Pais e Mestres, APM, com pelo menos 6 realizações ao  ano, Conselho de Escola, com pelo menos 11, reuniões bimestrais com responsáveis, além dos Dias da Família na Escola, entre outros.

As atividades seguem até o recesso de meio de ano, que será no período de 10 a 19 de julho.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Estudantes surdos fazem filmagens utilizando câmera filmadora - Cinema

Alunos surdos da EMEF Candida Dora Pino Pretini produzem curta-metragem

Publicado em: 29/11/2022 4h41 - em Secretaria Municipal de Educação

Banner do Festival De Mancala

SME promove festival de jogo de origem africana que reúne mais de mil estudantes e educadores

Publicado em: 29/11/2022 3h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.299