Notícias

MABREU: essa banda é um sucesso!

O Projeto de Educomunicação – Banda Mabreu estimula aprendizagem dos estudantes e leva música, cultura e arte por onde passa

Publicado em: 09/02/2021 17h38 | Atualizado em: 09/02/2021
Mosaico de fotos das estudantes, dos estudantes e do professor que fazem parte da banda Mabreu

Na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Doutor Manoel de Abreu, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Capela do Socorro, as estudantes e os estudantes participam do Projeto de Educomunicação – Banda MABREU realizado pelo Professor Orientador de Educação Digital (POED) Paulo Pires dos Santos. Em 2020, receberam o Prêmio Heitor Villa-Lobos da Educação Municipal, ficando em terceiro lugar, entre 28 inscritos. O projeto leva música, cultura e arte para a escola e o seu entorno desde 2010.

Os participantes do projeto têm um encontro de formação uma vez por semana com duração de 4h e estudam noções básicas sobre música, fazem pesquisas sobre movimentos musicais, ouvem e refletem sobre composições épicas. Eles ensaiam as músicas e pensam a respeito de suas atuações junto a seus pares dialogando sobre postura de palco e como se comunicar. Nas formações há orientações de como utilizar os aparelhos de som, microfones, câmeras, projetores e, desta forma, colaborarem com a infraestrutura dos eventos no colégio.

Entre os objetivos da banda escolar estão o de promover a aproximação entre os alunos e o ambiente escolar, incentivando espaços de aprendizagem e interação com os colegas e a comunidade escolar; além de propor o resgate dos valores culturais e incentivar o gosto pela música. O projeto também impulsiona a inclusão social, respeitando as diferenças e promove protagonismo infanto-juvenil, a autonomia e a autoria colaborativa.

Para a coordenadora pedagógica da EMEF, Gilvana Oliveira Brandao Prado, “o trabalho desenvolvido pelo professor Paulo tem nos mostrado a mudança nas atitudes dos alunos, estão mais responsáveis, motivados para escola e para a vida. Estamos muitos felizes com o resultado. O grupo consegue envolver e estimular a participação dos estudantes neste e nos demais projetos da escola. Quando eles se apresentam na nossa escola ou em outras da região são sempre bem recebidos com grandes públicos”.

A banda

Para fazer o seu som a banda usa bateria, violões, guitarras, contrabaixo e, às vezes, até teclado e flauta doce. A composição da banda varia de acordo com o grupo que se forma em cada ano, mas sempre há músicos e vocalistas. Em 2020, 16 estudantes fizeram parte da MABREU. De 2010 até hoje, 68 estudantes já passaram pela banda.

O repertório dos estudantes é eclético e formado por músicas clássicas da MPB até as atuais que atendem ao gosto dos participantes – sem perder o objetivo das mensagens e conteúdos que possam ser trabalhados nos diversos contextos escolares.

As vagas para participar da banda são muito concorridas e a cada ano o interesse vem aumentando. Podem participar os alunos do Ensino Fundamental I e II. A MABREU faz apresentações programadas em eventos e atividades extraclasse dentro do cronograma de funcionamento da escola em outros colégios da região que são um sucesso.

Veja algumas apresentações da banda no canal do YouTube.

O professor e sua motivação

Professor na Rede Municipal de Ensino desde 2002, atuando como Professor Orientador de Educação Digital (POED) a partir de 2009, Paulo conta que a motivação para realizar o projeto surgiu do prazer em trabalhar com Música nas escolas e da possibilidade de criar um espaço para ouvir e cantar boas músicas e proporcionar oportunidade de protagonismo entre os estudantes quando se apresentam a seus pares.  “A ideia de criar um projeto para ensinar os alunos a tocar, a cantar e refletir sobre os diversos ritmos musicais, surgiu em 2010. Desde então, tenho desenvolvido este projeto com Ensino Fundamental I e II”, comenta.

Contribuição para além da vida estudantil

O professor Paulo acrescenta que “são muitos os alunos que hoje estão no Ensino Médio e até no Ensino Superior que passaram pelo projeto e utilizam a música em seu dia a dia. Alguns tocam instrumentos musicais em suas igrejas, outros ganharam bolsas de estudo pela música. Muitos puderam apreciar os momentos de protagonismo frente aos colegas e pares”.

Se reinventando na pandemia

Em 2020, por conta da pandemia, algumas atividades foram produzidas de modo online com alunos e profissionais da escola. O professor fez gravações de uma base instrumental e depois enviou aos estudantes para que colocassem suas vozes. Inovando nos exercícios, o docente criou a versão “The Teachers MABREU” e nesta banda também houveram gravações das bases instrumentais, só que desta vez eram os colegas professores e da equipe gestora que colocavam suas vozes nas músicas.

Confira a galeria com algumas fotos da Banda MABREU ao longo dos anos:

Notícias Mais Recentes

1 2 3 1.213