Notícias

Jovens e Adultos fundam a primeira AEL de teatro de bonecos

Academia ganhou o nome de Patativa do Assaré e foi fundada no CIEJA Rosa Kazue Inakake de Souza

Publicado em: 18/11/2017 11h50 | Atualizado em: 30/11/2020

AEL_teatro_bonecos_740_x_430.jpg

Na última terça, 14 de novembro, ocorreu no Centro de Educação Unificado (CEU) Jambeiro a cerimônia de Fundação da Academia Estudantil de Letras (AEL) Patativa do Assaré, do Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) Rosa Kazue Inakake de Souza, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Guaianases. É a primeira AEL em um Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos e também a primeira a usar a linguagem de teatro de bonecos.

“Logo que os jovens e adultos do CIEJA tiveram os primeiros contatos com o projeto, se encantaram”, disse a Professora Nilda Conrrado, Mestre de Cerimônia do evento e coordenadora de estudos literários do projeto, juntamente com o Professor Ricardo e com Suzana Marcelino e Camila, coordenadores das atividades de teatro na AEL.

A AEL Manoel de Barros, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Madre Joana Angélica de Jesus – a mais recente academia fundada na região de Guaianases – recepcionou os novos acadêmicos, representando as demais AELs já instituídas na Cidade de São Paulo.

Chamados ao microfone, os acadêmicos fizeram uma apresentação cênica com bonecos de fantoche, caracterizados como seus amigos literários: Patativa do Assaré, Vinicius de Moraes, Cecília Meireles, José Ubaldo Ribeiro, Carlos Drummond de Andrade, Clarice Lispector, Ricardo Azevedo, Carolina Maria de Jesus, Ariano Suassuna, Ana Maria Machado e Marina Colasanti. Na sequência houve a cerimônia de posse, com o Juramento Acadêmico e com a apresentação dos “Melhores Momentos de 2017” dessa AEL. O encerramento aconteceu com a apresentação da canção “Te ofereço Paz”, de Válter Pini, pela AEL Patativa do Assaré e pela AEL Manoel de Barros.

“Sou uma pessoa de muitos amigos e, neste sonho que virou realidade, alguns deles embarcaram junto. Não foi fácil, mas adoro desafios, sou muito grata aos meus colegas professores que aceitaram este desafio e mais grata ainda aos meus alunos, pois o mérito é todo deles. Gratidão por proporcionarem emoções na fundação da AEL Patativa do Assaré, a primeira AEL no CIEJA e a primeira AEL de teatro de bonecos”, comemora a professora Nilda.

Confira a galeira de imagens clicando aqui.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 4 5 1.407