Notícias

Imprensa Jovem Sparapan acompanha assinatura da lei sobre orgânicos na alimentação escolar

Alunos entrevistam Prefeito e Secretário Municipal de Educação

Publicado em: 06/04/2016 16h54 | Atualizado em: 30/11/2020

ij_organicos_740_x_430.jpg

Matéria redigida pela equipe da Imprensa Jovem da EMEF Professor Lorenço Manoel Sparapan

Na terça-feira, 5 de abril, o Prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, e o Secretário Municipal de Educação, Gabriel Chalita, estiveram na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Professor Lorenço Manoel Sparapan, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Campo Limpo, para a assinatura da Lei nº 16.140, que fala da obrigatoriedade da inclusão dos alimentos orgânicos na merenda escolar.

Durante a visita à escola, as autoridades estiveram na horta e realizaram o plantio de algumas mudas como forma de incentivar a produção de alimentos orgânicos e também a agricultura familiar.

ij_materia_meio.jpg

Em uma entrevista exclusiva para Imprensa Jovem Sparapan, o Prefeito Fernando Haddad e o Secretário Gabriel Chalita responderam algumas questões formuladas por nossa equipe. 

Imprensa Jovem Sparapan: Senhor Prefeito, há algum projeto que incentive a redução dos preços dos alimentos orgânicos, para que sejam mais acessíveis para população?

Fernando Haddad: Com a assinatura da lei, a produção deve aumentar e deixar os produtos mais baratos para a escola e para a população.

Imprensa Jovem Sparapan: Senhor Prefeito, é possível incentivar a produção de orgânicos através da agricultura familiar?

Fernando Haddad: Há uma lei que obriga que 30% da merenda venha da agricultura familiar. Muitos diziam que São Paulo não conseguiria, pois não temos área rural. Mas conseguimos 27%, sendo que há três anos atrás a produção era de apenas 1%.

Imprensa Jovem Sparapan: Existirá algum tipo de fiscalização para certificar se o produto que o fornecedor está entregando é mesmo orgânico?

Gabriel Chalita: Temos na Secretaria Municipal de Educação uma equipe de nutricionistas muito séria. Nossa grande preocupação é que, antes da compra, os alimentos passem por exames. Preocupamo-nos com a qualidade das duas milhões de refeições que são servidas pela prefeitura. Cada produto é fiscalizado.

Neste dia, também tivemos a visita de uma pesquisadora muito importante, Ana Primavesi. Ela nasceu na Áustria, tem 95 anos e é Doutora em Cultura do Solo e Nutrição Vegetal pela Universidade de Viena. Em conversa com a Imprensa Jovem Sparapan, Ana afirmou que “as crianças têm que plantar. A vida é igual ao solo. Se a terra estraga, a vida também se estraga”.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Crianças e professora de Educação Infantil em sala de aula.
Professora de Educação Infantil sentada no chão da sala com cinco bebês sentados a sua volta brincando.

SME faz nova convocação de aprovados em concurso

Publicado em: 22/09/2022 5h07 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem com o fundo em mosaico colorido em tons de lilás, azul e verde, onde se lê
Imagem com fundo azul, três faixas no canto esquerdo nas cores rosa, azul e verde, no centro está escrito IV EducaPenha.

DRE Penha realiza IV EducaPenha

Publicado em: 21/09/2022 6h59 - em Diretoria Regional de Educação Penha

Fotografia mostra pessoas sentadas em cadeiras de auditório. Elas estão olhando para frente, para o palco, onde há um homem de pé, segurando um microfone, que está falando enquanto olha para uma apresentação de slide, onde se lê: “Será que eu fiz certo?” na cor vermelha. Abaixo contém o texto: “Na dúvida, pergunte, consulte os colegas, os estudantes. Estude, retome a teoria. Refaça, volte ao começo. E faça outra vez. A prática é fundamental para o desenvolvimento, evolução”, que está escrito na cor preta.
1 2 3 1.283