Notícias

Imprensa Jovem realiza cobertura da Campus Party 2019

Estudantes usam celulares e tablets para produzir reportagens sobre o evento

Publicado em: 13/02/2019 16h31 | Atualizado em: 30/11/2020

Entre os dias 13 e 16 de fevereiro de 2019, 126 estudantes de 18 equipes de Imprensa Jovem da Rede Municipal de Ensino realizam a cobertura jornalística da Campus Party, um dos maiores encontros de tecnologia do mundo. O evento será realizado no Pavilhão de Exposições do Anhembi, na zona norte da capital paulista.

O Programa Imprensa Jovem marca presença na Campus Party desde a sua primeira edição, realizada em 2008. A cada ano, os alunos repórteres da Imprensa Jovem realizam a cobertura dos eventos de uma maneira inovadora. Neste ano, a proposta é usar os recursos de tecnologia móvel, como celular e tablets para produzir matérias que serão publicadas no portal da Secretaria Municipal de Educação (SME) e divulgadas nas Redes Sociais. “É na vibe da criatividade e inovação que a galera do Imprensa Jovem aborda tudo o que acontece na Campus”, declara Carlos Lima, Coordenador do Núcleo de Educomunicação da SME e do Programa Imprensa Jovem em toda cidade.

Em continuidade à ação realizada na edição de 2018 do evento, os estudantes das equipes de Imprensa Jovem são convidados a fazer a cobertura jornalística ao vivo usando a rede social Instagram. A proposta, coordenada pelo professor André Jonatas, ex-integrante da equipe de Imprensa Jovem “Rádio JMS”, da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) General Júlio Marcondes Salgado, e atualmente na Assessoria de Comunicação da SME, vai permitir maior interatividade do público com as matérias produzidas pelos estudantes. Segundo o professor, a ideia é possibilitar a parceria dos canais de comunicação oficiais da SME com os jovens repórteres. “Os conteúdos desenvolvidos pelos estudantes dão uma melhor visibilidade sobre o que eles pensam a respeito de tecnologia e inovação”, conta André.

Escolas que estarão na cobertura da Campus Party:

EMEF CEU Vila Rubi
EMEF Osvaldo Quirino Simões
EMEF Wanda Ovídio Gonçalves
EMEF Professora Anna S. Pedreira
EMEF Dr. João Augusto Breves
EMEFM Antônio Alves Veríssimo –
EMEF Jairo de Almeida
EMEF Professor Roberto Mang
EMEF Sebastião Nogueira de Lima
EMEF Mauro Faccio Gonçalves – Zacaria
EMEF Professora Isabel Vieira Ferreira
EMEF Arthur Neiva
EMEF Leonor Mendes de Barros
CEU EMEF Três Pontes
EMEF M Boi Mirim II
EMEF José Mário Pires Azanha
EMEF Amadeu Amaral
CEU EMEF Cidade Dutra

Além dos estudantes, a assessora técnica do Núcleo de Tecnologias para Aprendizagem da SME, professora Tânia Tadeu, abre o ciclo de debates no dia 13, às 16 horas. Ela falará de que forma a Educação na Capital é impulsionada pelas tecnologias, em especial pela utilização dos FabLabs. A educadora mostrará a importância e os resultados da introdução da tecnologia e da “Cultura Maker” no desenvolvimento dos alunos e da escola. Ela realizou nos últimos anos uma série de formações sobre o tema com outros docentes.

O FabLab Livre SP, a maior rede de laboratórios públicos de fabricação digital do mundo, é um projeto da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia (SMIT). Ao todo são 12 laboratórios espalhados pela capital, e está presente em 3 Centros Educacionais Unificados (CEUs), Heliópolis, Parque Anhanguera, e Três Pontes.

Sobre o Imprensa Jovem – A iniciativa nasceu nas escolas por vontade e desejo dos estudantes na realização de rádios escolares. Em 2005, preocupados em trazer assuntos da comunidade para a programação da rádio, os alunos resolveram realizar reportagens com moradores e incluí-las nos programas. As produções eram veiculadas para os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Surge, então, o primeiro embrião de um dos mais importantes projetos de Educomunicação da Rede, o Imprensa Jovem.

As incursões pela comunidade para produzir informação incentivaram ações de cobertura jornalísticas na cidade. A participação em grandes eventos como a Bienal do Livro e a Campus Party, ao longo dos anos, passa a fazer parte do trabalho das agências de notícias Imprensa Jovem, o que colabora para a difusão da informação com o DNA do estudante. “Criamos uma estratégia educativa de formação para a produção e leitura crítica da mídia”, conta Carlos Lima.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de duas crianças pequenas se alimentando em um ambiente escolar

Práticas da Educação Municipal são apresentadas na Semana da Primeira Infância

Publicado em: 05/08/2022 6h16 - em Secretaria Municipal de Educação

Ptrf

Confira aqui os valores do PTRF recebidos pelas escolas municipais em 2021

Publicado em: 05/08/2022 5h37 - em Secretaria Municipal de Educação

fotografia de estudantes participande de competição de xadrez

Conheça as escolas vencedoras da Final Municipal de Xadrez por Equipes

Publicado em: 04/08/2022 6h35 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de quatro estudantes em volta da mesa desmontando um computador portátil. Eles usam colete amarelo e estudam na Escola Municipal de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) Anne Sullivan .
Fotografia de uma quadra poliesportiva coberta, enfeitada com bandeirinhas coloridas. É noite e iluminação está ligada.

Prefeitura de SP entrega obra de cobertura de quadra poliesportiva em escola da rede municipal

Publicado em: 03/08/2022 10h54 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.259