Notícias

II Encontro dos Centros de Educação em Direitos Humanos da Cidade de São Paulo ocorre nesta sexta-feira (1)

Evento contará com rodas de conversas, apresentações culturais e lançamento oficial de projeto piloto sobre Holocausto e Genocídio

Publicado em: 01/12/2023 11h58 | Atualizado em: 01/12/2023
Arte com fundo azul onde se lê "II Encontro dos Centros de Educação em Direitos Humanos da RME". Abaixo, há uma listra na cor laranja. Na lateral esquerda há o desenho de um livro e linhas com círculos nas pontas.

A Secretaria Municipal de Educação (SME), por meio da Divisão de Gestão Democrática e Programas Intersecretariais (COCEU – DIGP), promove, nesta sexta-feira (1), o II Encontro dos Centros de Educação em Direitos Humanos da Cidade de São Paulo, no teatro do CEU Casa Blanca.

Na ocasião, também ocorrerá o lançamento oficial do projeto piloto do Programa Internacional de Educação sobre o Holocausto e Genocído (IPHGE). 

Esta edição do evento vai permitir maior visibilidade à temática sobre as diversas violências em territórios vulneráveis. Também será possível conhecer amplamente as parcerias deste ano (Instituto Auschwitz, Instituto Vladimir Herzog e UNESCO), por meio de troca mediada por especialistas com objetivo de incentivar ações e fomentar ideias e reflexões que valorizem a Educação em Direitos Humanos. 

Durante o encontro, haverá roda de conversa sobre as questões relacionadas às violências e os papéis da Educação e da UNESCO; palestra sobre violações de direitos, identidades, vulnerabilidades, Educação em Direitos Humanos e Democracia; apresentações culturais; entre outras ações.

Projeto piloto na Cidade de São Paulo

Servidores do município de São Paulo da área internacional, da educação e dos direitos humanos compõem a equipe brasileira do projeto, coordenada pela UNESCO Brasil, juntamente com representantes dos museus do Holocausto de São Paulo e de Curitiba, e, nacionalmente, por representantes do Ministério de Educação (MEC).

Estes, irão implementar o projeto este ano, desenvolvendo-o ao longo de 2024, com recursos da UNESCO e das Secretarias envolvidas. 

O Programa Internacional de Educação sobre o Holocausto e Genocído (IPHGE) foi criado em 2015, pela UNESCO, com apoio do governo do Canadá e do Museu Nacional do Holocausto dos Estados Unidos (USHMM), com o intuito de ampliar o conhecimento sobre o Holocausto e Genocídio e prevenir eventuais episódios brutais por meio da educação e cidadania. O Programa organizou workshops e formação às equipes internacionais, dando origem a iniciativas educacionais em 16 países.

Centros de Educação em Direitos Humanos

Em 2013, por meio da Portaria Intersecretarial nº 003 SMDHC-SME, foi criado um Grupo de Trabalho Intersecretarial entre a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) e SME para criar o projeto denominado Centros de Educação em Direitos Humanos (CEDHs), sendo coordenado pela SMDHC.

Os CEDHs estão presentes em quatro CEUs, sendo eles São Rafael, Jardim Paulistano, Pêra Marmelo e Casa Blanca, que são polos permanentes de trabalho e difusão de Educação em Direitos Humanos (EDH). Eles foram pensados para aproximar esses espaços educativos e a comunidade, abrindo espaço para discussão acerca de temáticas que, até àquele momento, estavam pouco presentes no currículo escolar.

Atualmente, o Currículo da Cidade abarca o proposto na Agenda 2030 da ONU por meio dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e trabalha com os princípios da Educação em Direitos Humanos, tais como a comunicação não violenta e a cultura de paz, conceitos tão caros a todos nós, o que deve perpassar os saberes de todos os componentes curriculares estando em consonância com os três conceitos orientadores: a Educação Integral, a Equidade e a Educação Inclusiva e, também, com a Matriz dos Saberes.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 4 1.440