Notícias

Fotolivro sobre diversidade é elaborado por professores da rede municipal para ser utilizado entre os alunos

Ação fez parte do projeto “É Legal Ser Diferente”, que busca trabalhar a questão das diferenças étnico-raciais e culturais em sala

Publicado em: 16/11/2017 13h44 | Atualizado em: 30/11/2020

legal_ser_diferente_740_x_430.jpg

Crianças e professoras das turmas Berçário II – AB e Mini Grupo I – AB, do Centro de Educação Infantil (CEI) Maria Aparecida Nascimento, elaboraram em conjunto um livro com fotos de alunos e seus familiares para evidenciar a diferença entre eles e mostrar que ser diferente é normal, ensinando assim sobre a importância da tolerância com o outro e a valorização das características étnico-raciais e culturais de cada um.

A iniciativa partiu da necessidade de se trabalhar tais questões com as crianças desde muito pequenas, para que cresçam conscientes da importância do respeito às diferenças. As professoras, então, decidiram formar rodas de conversas entre as crianças após contações de histórias abordando o tema, onde os próprios alunos apontavam as principais diferenças entre eles. Surgiu então a ideia de fotografá-los e montar um fotolivro para apresentar na Mostra Cultural que acontece anualmente no CEI.

Os pais aprovaram a iniciativa e adoraram o resultado. Devido ao sucesso que o fotolivro fez durante o evento “Família na Escola”, as professoras decidiram incluir também fotos das famílias das crianças. Ao conferirem o trabalho pronto, os alunos ficaram felizes e entusiasmados por verem a si mesmos e os familiares em um livro. As professoras responsáveis pelo trabalho foram Edna Magalhães, Rosangela Araújo, Mércia Marioti, Sandra Silva e Cátia Marques.

O Projeto “É legal ser Diferente” foi elaborado a partir de uma atividade proposta no Projeto Especial de Ação (PEA), em que todas as turmas deveriam desenvolver uma atividade que contemplasse as diferenças étnico-racial e cultural. Após a formação do PEA, que dissertava sobre as diferenças raciais com a apresentação de vídeos das músicas “Ninguém é igual a Ninguém” e “Normal é ser diferente”, os professores deram início à organização da atividade em suas respectivas salas.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mulher negra mexendo nos lápis e canetas com livros na mesa

Polos da UniCEU estão com inscrições abertas para curso de Pedagogia

Publicado em: 20/02/2024 1h30 - em Secretaria Municipal de Educação

Saúde Oftalmológica

Prefeitura de São Paulo retoma Programa de Avaliação Oftalmológica em estudantes da Rede Municipal

Publicado em: 19/02/2024 5h17 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia da fachada do Cei Bispo Roger Douglas Bird

Prefeitura inaugura creche Bispo Roger Bird na região de Cidade Ademar

Publicado em: 19/02/2024 2h34 - em Secretaria Municipal de Educação

Foto representada em forma de desenho de um grupo de pessoas de diferentes etnias.
Foto de uma criança com uniforme da rede publica de São Paulo em um brinquedo.
1 2 3 4 5 6 1.428