Notícias

Festival de Cinema Acessível Kids exibe ‘Divertida Mente’ para estudantes da Rede Municipal

Durante a sessão serão utilizados recursos de audiodescrição, legendas explicativas e Língua de Sinais

Publicado em: 17/10/2022 15h47 | Atualizado em: 17/10/2022
Festival De Cinema Acessível

O filme “Divertida Mente” será apresentado nesta terça-feira (18) por meio do projeto “Festival de Cinema Acessível Kids – a serviço da inclusão educacional” em São Paulo. A previsão é de que a sessão seja acompanhada por aproximadamente 280 espectadores, entre estudantes de 14 escolas da Rede Municipal e seus acompanhantes. 

Durante a exibição, serão utilizadas as 3 tecnologias assistivas, que são, recursos de audiodescrição, legendas explicativas e Língua Brasileira de Sinais. A sessão será às 14 horas no Teatro J. Safra.

Esse projeto foi aprovado para a 36ª edição do “Criança Esperança” e conta com o selo da Unesco e apoio da Secretaria Municipal de Educação. Seu intuito é aproximar a sétima arte de crianças com deficiência visual, deficiência auditiva e com deficiência intelectual, promovendo a inclusão social e agregando o convívio de pessoas com ou sem deficiência nas salas de cinema. 

Além de mostrar como educação, cultura, tecnologia e solidariedade podem ser agentes de transformação e inclusão social. São Paulo foi a primeira cidade do País a receber o Festival de Cinema Acessível Kids.

Sobre o evento

O “Festival de Cinema Acessível Kids – a serviço da inclusão educacional” é um projeto de inclusão social de crianças e adolescentes com deficiência, nas áreas de educação, cultura e lazer, que se apoia em duas grandes ações: capacitação de professores para a inclusão social e o Festival de Cinema Acessível Kids (FCAK), com acesso universal.

O FCAK traz como diferencial a adaptação de obras cinematográficas infanto-juvenis, mas que fazem sucesso com a família toda. Oferece conteúdo acessível de qualidade para uma parcela da população privada do direito de ter acesso à magia do cinema. 

Criança Esperança

No Criança Esperança está previsto, no âmbito educacional do projeto, a formação de educadores inclusivos. O projeto tem como foco desencadear um processo de inclusão educacional e social das crianças, adolescentes e jovens com deficiência; LGBTs e com HIV/AIDS, tendo em vista a grande evasão causada pela pandemia.

Para valorizar a educação e lutar contra a evasão escolar, o projeto busca atuar de forma mobilizadora e fortalecer os vínculos de alunos e professores, através de atividades lúdicas que despertem o interesse de crianças e jovens no convívio entre os diferentes. 

Escolas participantes desta exibição:

EMEF Guilherme de Almeida, DRE Penha 

EMEF Assad Abdala, DRE Penha

EMEF Visconde de Cairú, DRE Penha

EMEF Arthur Azevedo, DRE Penha

EMEF Deputado Januário Mantelli Neto, DRE Penha

EMEF Amadeu Amaral, DRE Penha

EMEI Pedro Brasil Bandecchi, DRE Penha

EMEF CEU Vila Curuçá, DRE São Miguel

EMEI Ovídio Decroly, DRE São Miguel

EMEBS Helen Keller, DRE Ipiranga

EMEF Profª  Idêmia de Godoy, DRE Guaianases

EMEF Elias Shammass, DRE Guaianases

EMEF Frei Damião, DRE Capela do Socorro

EMEBS Prof Mário Pereira Bicudo, DRE Freguesia/Brasilândia

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

1 2 3 1.459