Notícias

Estudantes da EMEF Hipólito José da Costa ganham prêmios do ITA

O desafio AEA de Manufatura Avançada resulta em prêmios para escola da rede municipal

Publicado em: 12/05/2021 14h21 | Atualizado em: 06/09/2022

Prêmio HipólitoNo dia 05 de maio, estudantes da EMEF Hipólito José da Costa, da Diretoria Regional de Educação Jaçanã/Tremembé, compareceram à unidade para receber um prêmio do Desafio AEA de Manufatura Avançada, promovido pelo ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). A escola recebeu dois notebooks e webcams com softwares de programação open source instalados e prontos para uso e dois kits Arduíno para iniciantes.

O prêmio é resultado de uma competição realizada no ano passado, que visa difundir a cultura de empreendedorismo e inovação na comunidade estudantil de escolas públicas. Esse desafio busca estimular o espírito empreendedor dos alunos e explorar suas habilidades de criar, desenvolver e gerir soluções criativas e inovadoras. Os projetos são realizados em equipe, aliando o conhecimento teórico ao prático para os desafios propostos. Em sua primeira edição, foram avaliadas soluções de problemas reais que poderiam envolver a IoT (Internet of Things – Internet das Coisas) ou a IA (Inteligência Artificial).

As equipes foram divididas entre Ensino Fundamental e Ensino Médio, sendo que o 1º e 2º lugar do Ensino Fundamental ficaram com dois times da EMEF Hipólito, a Study Help e a Quebrada Fontacity, respectivamente.

O projeto desenvolvido pela Study Help surgiu por meio da identificação de um problema: os estudantes muitas vezes procuram conteúdos online para estudar e ou não encontram, ou não sabem por onde começar, ou só encontram conteúdos para o ensino médio e ENEM. A proposta da equipe foi criar um Aplicativo de estudos focado na educação, desde o 1º ano do ensino fundamental até o 3º ano do ensino médio, com conteúdos como mapas mentais, vídeo aulas, resumos e quizzes, para que os estudantes possam acessar e estudar com mais facilidade. A equipe também pensou em conteúdos adaptados para as pessoas com deficiência e para os estudantes da Educação de Jovens e Adultos.

O coordenador do projeto foi o professor Vander Alexandre, de geografia. Para ele, a maior dificuldade ao longo do desenvolvimento foram as reuniões: “Por conta da pandemia, os encontros só poderiam ser realizados de forma online, tendo que conciliar as agendas de todos os integrantes, o que nem sempre acontecia de fato. Tínhamos também a questão dos equipamentos, que nem todos tinham acesso, desde computadores, celulares, internet ou até mesmo sinal de telefone móvel em casa.  Porém, fomos adaptando aos poucos e apesar das dificuldades, o desejo e a vontade de participar das fases do desafio superaram esses problemas”.

Para a estudante Emily Fernandes de Castro, do 9º ano, que participou da Study Help, a melhor parte do processo foi aprender que para empreender, “você só precisa de uma ideia e dá coragem de colocá-la no papel”.

Já o projeto da Quebrada Fontacity tinha como objetivo auxiliar em um problema do bairro em que a escola fica localizada, o Jardim Fontalis. Os alunos, moradores do bairro, sabem que o local tem difícil acesso e enfrentam muitos problemas por isso. Empresas se recusam a fazer entregas por lá, e o desemprego assola a região. Pensando nisso, eles desenvolveram um aplicativo e um site que integra o bairro, para aquecer a economia local. Um prestador de serviços, por exemplo, pode colocar seu trabalho à disposição. A ideia é que as pessoas encontrem tudo o que precisam dentro do próprio bairro.

A estudante Eduarda Gonçalves Amaral, agora do 1º ano, fez parte desse projeto e conta: “Eu aprendi a trabalhar em grupo, a me aventurar, a não ter medo de novas oportunidades e desafios, e saber que eu sou capaz de fazer muitas coisas”.

Segundo o professor de história e coordenador do Quebrada Fontacity, Luciano Felipe, projetos como esse apresentam aos alunos novas possibilidades pra que explorem sua criatividade, e promovem valores como respeito, senso colaborativo e socialização. Dessa maneira, eles reconhecem seu próprio potencial.

 Para saber mais:

Acesse aqui o site do Study Help

Acesse aqui o aplicativo do Study Help

Acesse aqui o site do Quebrada Fontacity

Acesse aqui o aplicativo do Quebrada Fontacity

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Fotografia de uma estudante negra, ela está concentrada escrevendo no livro sobre sua mesa.

Está aberto período de inscrição para estudantes do Ensino Fundamental e Médio

Publicado em: 05/12/2022 12h43 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de estudantes correndo em aralimpíada

Estudantes da Rede Municipal são destaque nas Paralímpiadas Escolares 2022

Publicado em: 05/12/2022 12h06 - em Secretaria Municipal de Educação

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

EMEF cria escape room sobre mitologia grega para estimular o raciocínio lógico dos estudantes

Publicado em: 02/12/2022 1h47 - em Secretaria Municipal de Educação

foto ilustrativa de estágio

Prática de estágio em escola municipal é reconhecida pela Prefeitura de São Paulo

Publicado em: 02/12/2022 12h18 - em Diretoria Regional de Educação São Mateus

Educador Em Destaque

SME homenageia e premia professores da Rede Municipal no Educador em Destaque 2022

Publicado em: 01/12/2022 4h25 - em Secretaria Municipal de Educação

1 2 3 1.301