Notícias

EMEI Gabriel Prestes realiza projeto “Exploradores da Cidade”

A ação, desenvolvida há dois anos, pretende integrar alunos e educação com os espaços da cidade

Publicado em: 07/10/2016 14h08 | Atualizado em: 30/11/2020
EMEI_gabriel_prestes_realiza_projeto_exploradores_da_cidade_740_x_430.jpg

A Escola Municipal de Ensino Infantil (EMEI) Gabriel Prestes realiza, desde 2014, o projeto Exploradores da Cidade. Com o objetivo de fazer as crianças conhecerem e utilizarem os espaços e territórios da cidade como expansão do espaço educador da escola, a iniciativa da professora Edna Conceição Monteiro leva os alunos em saídas de lazer, pesquisa e exploração no entorno da escola e em outros locais dentro da cidade de São Paulo.

No entorno da escola, os alunos já visitaram lugares como as bibliotecas Monteiro Lobato e Mário de Andrade, o Museu da Cidade, feiras, bancas de jornal e ocupações artísticas. No resto da cidade, conheceram o Cine Marabá, a Bienal do Livro, o Museu Catavento e a Pinacoteca do Estado de São Paulo. Eles fotografam os espaços e locais observados durante o trajeto, coletam pequenos “tesouros” – pedrinhas, tampinhas e outros objetos – e, por fim, criam artes coletivas ou individuais, como desenhos, pinturas e maquetes.

Seu principal fundamento é a utilização da cidade para integrar o conhecimento e a participação social através de visitas e da utilização de espaços e equipamentos públicos ou privados para o fazer educativo. A ação pretende ingressar as crianças na esfera social, de modo que aprendam fazendo e colaborando com a construção de seus papéis de sujeitos ativos para intervirem na construção e reconstrução do mundo do qual fazem parte.
O projeto foi pensando na época em que a EMEI revisava seu Projeto Pedagógico, procurando respeitar a voz e o protagonismo das crianças na construção do currículo escolar e de ações educativas e somou-se ao desejo de estender a escola aos espaços da cidade. Ideias são pensadas em sala de aula com professores e alunos, com o objetivo de promover vivências na cidade onde moram, ao mesmo tempo em que aprendem.
As atividades realizadas dentro do projeto são diversificadas e variam conforme o conteúdo trabalhado em sala, além das sugestões dadas entre as turmas, o interesse delas e as oportunidades oferecidas pelos parceiros da escola, como ONGs e coletivos. As saídas são distribuídas durante todo o ano, ocorrendo entre um e duas vezes por mês, e delas participam – além das crianças e educadores – as famílias, funcionários da escola, visitantes da escola, estagiários e pessoas do entorno da EMEI.
Em andamento desde 2014, a ação educativa e integradora vem se renovando e aperfeiçoando cada vez mais, principalmente à medida que consegue novos colaboradores e parceiros. A intenção é que ela se torne parte do currículo escolar para, segundo a EMEI, enriquecendo a experiência da educação integral.

Confira uma Galeria de Imagens da atividade.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Mulheres na sala de aula de Confeitaria. Elas estão de frente para mesa coletiva e manuseiam uma massa em forminhas. Também usam máscara de proteção individual, avental e touca.

Inscrições abertas para as turmas de 2023 dos cursos gratuitos profissionalizantes dos CMCTs

Publicado em: 28/11/2022 11h50 - em Secretaria Municipal de Educação

Cowparede - fotografia de esculturas de vacas pintadas por artistas

CEU Paraisópolis recebe exposição CowParade

Publicado em: 25/11/2022 1h01 - em Secretaria Municipal de Educação

Fotografia de grupo de estudante tocando instrumentos de percussão

EMEF Imperatriz Leopoldina forma ritmistas com ‘batucada’

Publicado em: 25/11/2022 10h00 - em Secretaria Municipal de Educação

Capa do Álbum de Mancala Awelé feito por um estudantes.

Confira o resultado do concurso “Meu Álbum de Mancala Awelé”

Publicado em: 24/11/2022 11h37 - em Secretaria Municipal de Educação

Viii Jornada Pedagógica
1 2 3 1.299