Notícias

EMEF Milton Ferreira é destaque no Festival Municipal de Mancala Awelé 2018

Jogos reuniram cerca de 800 estudantes da rede municipal de ensino

Publicado em: 31/08/2018 17h42 | Atualizado em: 30/11/2020

EMEF_milton_f_festival_mancala_740_x_430.jpg

Nos dias 28 e 29 de agosto, aconteceu a III edição do Festival Municipal de Mancala Awelé no Salão Social do Clube Esperia, em Santana. Os jogos foram promovidos pela Secretaria Municipal de Educação (SME), por meio da Coordenadoria dos Centros Educacionais Unificados e da Educação Integral (COCEU). A ação reuniu cerca de 800 estudantes de unidades das 13 Diretorias Regionais de Educação da Rede Municipal de Ensino (RME).

A Diretoria Regional da Educação (DRE) Capela do Socorro levou à competição nove Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs): Prof. Milton Ferreira de Albuquerque, Manoel Vieira de Queiroz Filho, Aldina Anália Agostinha Taddeo Conde, Eliza Rachel Macedo de Souza, Ulysses da Sylveira Guimarães, Prof. Ayrton Oliveira Sampaio, Joaquim Bento Alves de Lima, Dr. Miguel Vieira Ferreira e Pedro Geraldo Schuncka.

No primeiro dia do evento, competiram os estudantes do Ciclo de Alfabetização (1º, 2º e 3º anos de Ensino Fundamental) e Ciclo Autoral (7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental) e a EMEF Milton Ferreira de Albuquerque, da DRE Capela, conquistou primeiro lugar na categoria Ciclo de Alfabetização com o estudante Kauan Rezende, e levou segundo lugar na categoria Ciclo Autoral pelo estudante Luiz Miguel. O segundo dia do festival contou com as categorias Ciclo Interdisciplinar (4º, 5º e 6º anos de Ensino Fundamental) e Jovens e Adultos (Ensino Médio e CIEJAs) e a EMEF Milton Ferreira ganhou 4º lugar na classificação geral das escolas. A professora de educação física, Professora Orientadora de Informática Educativa (POIE) e formadora do Jogo da Onça da DRE Capela do Socorro, Juliana Lopes de Sousa Teixeira, acredita que os jogos são de grande importância para os estudantes, “É excelente para tudo. Forma caráter, ajuda a lidar com as frustrações e a sempre procurar dar o seu melhor em tudo que fizer”, observa.

O festival tem como objetivo o incentivo a jogos de tabuleiro nas escolas como recurso de desenvolvimento de raciocínio, socialização, respeito às regras e reconhecimento da cultura africana. Aísha de Souza Melo, 12 anos, estudante da EMEF Eliza Rachel Macedo de Souza, nos conta que Mancala Awelé é seu jogo preferido, “Eu me divirto enquanto jogo, fui primeiro lugar no Torneio de Classificação para o Festival”, relembra. Além do Mancala, Aísha aprendeu, na EMEF, a jogar Dama, Shisima, Jogo da Onça, Tsoro Yematatu e está começando no Xadrez.

Sobre o Mancala Awelé
Estima-se que surgiu há cerca de 7 mil anos, é considerado por muitos o jogo mais antigo do mundo e tem origem africana. Sua prática é associada ao ato de semear, à germinação da semente na terra, seu desenvolvimento e colheita. Além da origem histórica essencial, o Mancala Awelé desenvolve o raciocínio e pensamento lógico.

Notícias Mais Recentes

Relacionadas

Imagem com mosaico de sete fotografias de pessoas em uma reunião on-line.

SME tem semana de reuniões bilaterais com as entidades sindicais

Publicado em: 16/09/2021 8h49 - em Secretaria Municipal de Educação

825x470
Imagem de divulgação do espetáculo da Caravana Tapioca

CEUs da cidade recebem espetáculos circenses

Publicado em: 15/09/2021 4h17 - em Secretaria Municipal de Educação

Imagem de fundo escuro nos tons preto e grafite com o texto

18ª Semana de Alfabetização do MOVA SP celebra 100 anos de Paulo Freire

Publicado em: 14/09/2021 8h02 - em Secretaria Municipal de Educação

Mulher mostra sua carteirinha de vacinação

CIEJA Perus combate fake news e desinformação por meio de ações educomunicativas

Publicado em: 14/09/2021 2h11 - em Educação de Jovens e Adultos

1 2 3 1.188